Olhar Direto

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Em defesa de Bolsonaro, Barbudo diz que tem nojo de política feita por Rosa Neide e a desafia para debate

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

10 Ago 2020 - 07:32

Foto: Assessoria

Em defesa de Bolsonaro, Barbudo diz que tem nojo de política feita por Rosa Neide e a desafia para debate
Irritado com as inúmeras críticas e acusações contra o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) feitas pela colega de bancada na Câmara, Rosa Neide (PT), o deputado federal Nelson Barbudo (PSL) a rebateu, por meio de vídeo publicado em suas redes sociais, e questionou onde a parlamentar estava durante os escândalos de corrupção no país, envolvendo o seu partido, e em Mato Grosso, quando ela fazia parte do primeiro escalão do ex-governador condenado por desvios nos cofres públicos, Silval Barbosa.
 
Leia também
Elizeu garante briga pelo Senado e critica atuação de Fávaro: 'está a serviço dos barões'

 
Assim como em todo seu mandato, nos últimos meses, Rosa Neide tem sido uma grande crítica do presidente da República e tem o responsabilizado pelas mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil, o chamando, inclusive, diariamente de genocida em suas redes sociais.
 
Neste último final de semana o Brasil chegou a marca de 100 mil mortos pelo Covid-19 e a parlamentar novamente atribuiu todos os óbitos ao presidente. “100 mil histórias interrompidas pela incompetência e desdém do governo genocida em lidar com essa situação tão séria que estamos passando. Força e nossa solidariedade aos familiares e amigos. Não são números. São vidas perdidas”, publicou a deputada em sua conta no Twitter.
 
Em dura resposta em vídeo de quase 10 minutos, Barbudo disse sentir nojo da forma como a petista faz política e afirmou que os responsáveis pelas 100 mil mortes são os governadores, assim como os prefeitos e o Supremo Tribunal Federal (STF), por não permitir que o presidente tome decisões que atingem os Estados e municípios.
 
“O Bolsonaro fez o que teve que fazer e o STF não deixou ele atuar nos governos estaduais e municipais. Agora você quer colocar essas 100 mil mortes na culpa do Bolsonaro. Seja honesta e não faça política asquerosa e nojenta com o nosso povo. Ajude o Brasil  e tenha honestidade para se manter no poder”, disse o parlamentar, que também questionou onde Rosa Neide Estava durante os atos de corrupção do PT e do Governo de Silval Barbosa, da qual ela foi secretária de Educação.
 
“Onde a senhora estava quando seu partido que governou por 16 anos, emprestava bilhões ao Joesley, ao Eike Batista? Só os bilhões que vocês desviaram para as republicas comunistas na América Latina dava para fazer dois hospitais em cada cidade brasileira. Isso você não lembra. Onde você estava quando na Copa do Mundo, desviaram bilhões de Cuiabá e o seu partido fomentou esses bandidos que governava nosso Mato Grosso e você era secretária do governador que esteve preso”, questionou.
 
O deputado ainda criticou a atuação da colega na Educação, sua principal bandeira e disse que por causa do governo de seu partido, o país figura entre os últimos no ranking mundial na área, por causa do método do patrono Paulo Freire.
 
“A senhora faz parte do setor da educação. Onde você estava que o nosso país é o último em avaliação na América Latina. O método de Paulo Freire que você adora, um comunista nojento de carteirinha. Este método é para acabar com a educação brasileira. Das 200 melhores faculdades do mundo, nenhuma é brasileira porque vocês destroem o ensino brasileiro para fazer a desgraça dos nossos jovens”, declarou.

O parlamentar, por fim, afirmou que está esperando por uma resposta da deputada e a desafiou para em um debate, eles discutirem as causas, as soluções e os problemas do Brasil e de Mato Grosso.

“Quero que você me responda em vídeo e se quiser ir para um debate estou pronto. Agora acusar o Bolsonaro pelas 100 mil mortes é uma covardia. O dinheiro veio para Mato Grosso e para os outros estados, mas governadores oportunistas que não se conformam com nossa vitória estão fazendo discurso em cima dos cadáveres. Espero sua resposta e se quiser marque um debate. O que não é possível é uma deputada federal se utilizar de mentiras para poder se manter no poder”, concluiu.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet