Olhar Direto

Terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Focos secundários colocaram fábrica da Ambev e condomínios em risco durante incêndio na região do Brasil Beach

Da Redação - Érika Oliveira

13 Ago 2020 - 09:16

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Focos secundários colocaram fábrica da Ambev e condomínios em risco durante incêndio na região do Brasil Beach
Relatório de atuação do Corpo de Bombeiros revelou que o incêndio de grandes proporções que chamou a atenção dos cuiabanos na última quarta-feira (12) não teve um único foco. De acordo com as equipes empenhadas na ação, os militares foram acionados por volta das 10h30 para o atendimento de um incêndio em vegetação na região do rodoanel e sucuri (próximo à AMBEV) e nas proximidades do condomínio Brasil Beach, mas constataram diversos focos e deram prioridade aos pontos que apresentavam riscos a fábrica de bebidas e aos demais condomínios residenciais que estão localizados na região.
 
Leia mais: 
Bombeiros tentam apagar incêndio de grandes proporções em frente ao Brasil Beach; Vídeos
 
Conforme o CBM, as equipes de serviço da 4ª Companhia do 1º BBM (Bravo 6) e do 1º Pelotão da 4ª Cia (Bravo 9) foram empenhadas em primeira resposta, além do apoio de uma brigada da Defesa Civil Municipal. Focos secundários que estavam muito distantes da rodovia, impossibilitando o acesso de viaturas, foram combatidos diretamente pelos flancos com o auxílio de bombas costais e de abafadores.
 
Com a mudança súbita da direção e da força do vento, as chamas tomaram direção contrária ao inicial, oferecendo mais força e altura às labaredas, sendo que, por volta das 12 horas, o incêndio avançou e tomou força para a vegetação próxima da rodovia Helder Cândia, sendo necessário o acionamento de mais uma equipe do CBM e outra equipe da Defesa Civil Municipal.
 
O CIOPAER também foi acionado para apoio aéreo, com a criação de uma linha úmida para possibilitar a entrada na mata e o combate direto às chamas, além de maquinário disponibilizado por proprietários próximos, para fazer o isolamento do risco.
 
O combate perdurou durante todo o dia se estendendo pela noite, sendo possível o controle das chamas após cerca sete horas de combate. Foi empenhado um total de 46 (quarenta e seis) militares em 11 (onze) viaturas, além das equipes da Defesa Civil.
 
Conforme divulgado pelo Olhar Direto, apagar o fogo foi necessário, inclusive, utilizar a água da lagoa artificial que pertence ao Brasil Beach para ajudar a apagar as chamas. Foram utilizados cerca de 7.500 litros de água em 15 lançamentos direcionados aos focos do incêndio. Reveja as imagens da ação das equipes AQUI.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet