Olhar Direto

Notícias / Política MT

Pros protocola pedido de cassação de Jayme em Comissão que é presidida pelo próprio senador

Da Redação - Érika Oliveira

02 Set 2020 - 16:55

Foto: Reprodução

Pros protocola pedido de cassação de Jayme em Comissão que é presidida pelo próprio senador
A Comissão Provisória do Partido Republicano da Ordem Social (Pros) em Várzea Grande protocolou ação no Conselho de Ética do Senado (CEDP) pedindo a cassação do senador Jayme Campos (DEM) por quebra de decoro, no episódio da agressão a um pré-candidato a vereador registrado na última segunda-feira (31). O pedido foi endereçado ao vice-presidente da CEDP, Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), uma vez que o conselho é presidido por Jayme.

Leia mais:
Pré-candidato a vereador registra BO contra Jayme; Júlio defende “porrada” em adversário

O pedido é embasado no caso de agressão registrado na última segunda-feira, durante inauguração de uma praça em Várzea Grande, quando Jayme empurrou o pré-candidato a vereador Marcelo Rezende (Pros) após ser questionado pelo desabastecimento de água no Município.

A ação cita ainda uma declaração do ex-senador Júlio Campos, irmão de Jayme, que disse em áudio compartilhado em redes sociais que Rezende “tomou porrada para aprender a respeitar autoridade”. Além disso, o advogado que assina a representação, Reinaldo Ortigara, anexou um novo vídeo no documento, que mostra a cena de outro ângulo, em que o senador diz que "vai dar um murro" no homem. Veja:



O secretário de Serviços Públicos de Várzea Grande, Breno Gomes, também participou da confusão. Um boletim de ocorrências foi registrado contra ele e Jayme.
Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Várzea Grande não fez qualquer menção ao fato, mas disse que “quem foi para agredir ao evento é que fala que foi agredido”. Além disso, argumentou que “as pessoas estão querendo politizar o momento por causa da campanha eleitoral”.

O pedido solicita o afastamento de Jayme da presidência do Conselho de Ética enquanto corre o processo – caso este seja admitido pelo Senado – e, em caso de procedência da representação, que o senador perca seu mandato.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet