Olhar Direto

Quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Notícias / Cidades

Ex-adjunto preso pelo Gaeco atuou em gabinete contra corrupção e responde por fraude na Caravana da Transformação

Da Redação - Wesley Santiago

25 Set 2020 - 10:08

Foto: Reprodução

Ex-adjunto preso pelo Gaeco atuou em gabinete contra corrupção e responde por fraude na Caravana da Transformação
O agora ex-secretário adjunto Sistêmico da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira, preso na noite desta quinta-feira (24), pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco/MT), acusado de receber propina, foi ordenador de despesas do Gabinete de Transparência e Combate à Corrupção no ano passado. Ele também responde a processo por supostas fraudes na execução do programa “Caravana da Transformação”.

Leia mais:
Secretário é preso em flagrante pelo Gaeco com R$ 20 mil que seriam de propina
 
No início do ano passado, Wanderson foi designado como ordenador de despesas do Gabinete de Governo, Gabinete de Assuntos Estratégicos, Gabinete de Transparência e Combate à Corrupção e do Gabinete de Comunicação. 
 
Com isto, ele ficou autorizado a “assinar empenhos e ordens de pagamento, homologar e adjudicar licitações, assinar balancetes, balanços, orçamentos e demais documentos contábeis, encaminhar documentos e responder solicitações relacionadas à execução orçamentária e financeira, por prazo indeterminado”. 
 
O agora ex-secretário, exonerado após sua prisão em flagrante, também responde ao processo que investiga supostas fraudes na execução do programa “Caravana da Transformação”, quando ele atuava na Administração Sistêmica da Secretaria Estadual de Saúde (SES).
 
A fraude, segundo as investigações, teria ocorrido no contrato firmado entre a secretaria de Saúde e a 20/20 Serviços Médicos, empresa responsável pelos procedimentos oftalmológicos durante a Caravana da Transformação. O valor da irregularidade ocorrida em 2016 pode chegar a R$ 48 milhões.
 
A suspeita é de que houve irregularidades nos repasses pelos procedimentos realizados durante a Caravana da Transformação.
 
Wanderson  é graduado em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário de Várzea Grande (Univag), é especialista Gestão Empresarial e em Finanças Empresariais e Controladoria. O contador possui vasta experiência em gestão administrativa, tendo atuado por 23 anos em uma companhia de bebidas. 
 
Fez parte do quadro da Prefeitura Municipal de Cuiabá como Diretor Administrativo e Financeiro da Secretaria Municipal de Saúde e também atuou no governo de Mato Grosso em gestões passadas.  

Prisão

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco/MT) realizou diligências de monitoramento e prendeu em flagrante o secretário adjunto Sistêmico da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira, na noite desta quinta-feira (24), após receber denúncias sobre possível crime de corrupção de agente público estadual.

Segundo as informações do Gaeco, no  momento da prisão, o servidor público estava com R$ 20 mil. Há indícios de que o dinheiro tenha sido repassado por representante de empresa que supostamente foi favorecida em processo licitatório.

A transação teria ocorrido dentro da Casa Civil, horas antes da prisão. O agente público foi autuado em flagrante por crime de corrupção passiva e será encaminhado para audiência de custódia.

O Governo do Estado, por meio de nota, informou que demitiu do cargo o servidor, assim que tomou conhecimento de sua prisão. A demissão será publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (25).

“O Governo reitera que não coaduna com qualquer prática de crime e que atua fortemente no combate à corrupção. Toda denúncia de possível irregularidade terá sempre o respaldo do Governo para sua investigação, esclarecimento e o apoio à punição severa de qualquer servidor ou cidadão envolvido em corrupção”, diz trecho da nota.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet