Olhar Direto

Quinta-feira, 26 de novembro de 2020

Notícias / Política MT

MT recebe mais de R$ 10 mi para compra de alimentos e Mauro diz que vai dobrar o valor em 2021

da Redação - Isabela Mercuri

28 Set 2020 - 10:52

Foto: Mayke Toscano/Secom-MT

MT recebe mais de R$ 10 mi para compra de alimentos e Mauro diz que vai dobrar o valor em 2021
O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou, em reunião com o ministro da cidadania Onyx Lorenzoni, que em 2021 Mato Grosso verá “um dos maiores investimentos na agricultura familiar que este estado já viveu”. Segundo o democrata, ele irá – pelo menos – dobrar o valor recebido do Governo Federal no ‘Programa de Aquisição de Alimentos’, que foi assinado na manhã desta segunda-feira (28), e é de R$ 10.645.000.

Leia também:
Em MT, Onyx diz que coronavírus foi “presente grego da China”, mas presidente deu a melhor resposta

“A Agricultura familiar tem um papel extremamente importante em todo o país, e em Mato Grosso além de um papel importante nós temos a responsabilidade de fazer com que este grande agronegócio, que orgulha todos nós, possamos também apoiar nesse momento, incentivar, para que nós tenhamos orgulho da agricultura familiar que temos aqui. Todos precisam de ajuda, mas os pequenos, aqueles que mais precisam, aqueles que são mais vulneráveis, é papel fundamental do Estado brasileiro apoiar essas pessoas. Esse é o papel do Estado”, disse o governador.

Segundo o Onyx Lorenzoni, os recursos deste programa, apenas para Mato Grosso, são R$ 10.688.000. Deste valor, R$ 5 milhões são enviados já neste ano, sendo R$ 3.795.000 desta medida de enfrentamento à Covid-19, R$1.265.000 de uma complementação, e o restante oriundo da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que fará a ponte com as cooperativas (enquanto a ponte com o pequeno produtor, pessoa física, será feita pelo o Estado). O valor será utilizado para comprar alimentos de cerca de mil produtors da agricultura familiar, de 58 municípios de Mato Grosso, e distribuí-los para de 120 a 150 mil pessoas.

“O programa de aquisição de alimentos faz essa ponte super importante entre quem produz, particularmente os pequenos produtores, que muitas vezes têm apenas uma agricultura de subsistência, atinge uma parcela pequena, muitas vezes consome uma boa parte da sua propriedade, mas são alimentos de qualidade que são levados, então, a milhares de famílias em situação de vulnerabilidade social, atingidas ou não pelas nossas instituições sociais como por exemplo os orfanatos e asilos, e isso faz parte dessa rede que o Bolsonaro organizou. Começa pelo auxilio emergencial, passa pelo benefício social do governo que protege os empregos com carteira assinada e chegou na agricultura familiar por conta da medida provisória, mais de R$ 500 milhões pra aplicar exatamente na manutenção da atividade do pequeno produtor”, explicou Lorenzoni.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet