Olhar Direto

Sábado, 24 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Após derrame ocular, sobrinha cria vaquinha para ajudar dono do 'Bar do Arcanjo'

Da Redação - Fabiana Mendes

01 Out 2020 - 16:05

Foto: Reprodução

Após derrame ocular, sobrinha cria vaquinha para ajudar dono do 'Bar do Arcanjo'
Uma vaquinha virtual busca arrecadar R$ 25 mil para ajudar Erimar Domingues, proprietário do Mercado Ki Tem, conhecido popularmente como ‘Bar do Arcanjo’, no bairro Boa Esperança, em Cuiabá, que sofreu um derrame ocular e precisa de uma cirurgia de urgência.

Leia mais:
"Bar do Arcanjo" é ponto de encontro de universitários e faz sucesso com espetos, cervejas e preços camaradas

Erimar contou ao Olhar Direto que já teve outros dois derrames oculares que conseguiu tratar com medicação. No entanto, no terceiro, o organismo não absorveu a medicação dentro do prazo de 90 dias, que havia sido estabelecido pelo médico.
 
No começo do ano, ele chegou a ficar internado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e precisou dos cuidados de home care. Ele já perdeu a visão total do olho direito e a do esquerdo, se encontra bastante prejudicada.
 
Sem plano de saúde e diante da demora do Sistema Único de Saúde (SUS), a sobrinha teve a ideia de criar a campanha virtual. Apesar de estar com o estabelecimento aberto, o movimento está reduzido, pois o público alvo, os universitários, estão tendo aulas virtuais por conta da pandemia. 

Interessandos em ajudar Erimar podem acessar o site da vaquinha AQUI
 
Bar do arcanjo
 
Foi com apenas 13 anos que Erimar saiu do Paraná com destino à capital mato-grossense. Hoje com 50 anos, ele administra o Mercado Ki Tem, aberto há quase 30 anos no bairro Boa Esperança. 
 
O comércio é simples. De um lado prateleiras com utensílios secos e molhados. No mesmo ambiente, ficam os freezers que armazenam um dos produtos preferidos de seus clientes: a cerveja Brahma.
 
Mesas e cadeiras de plástico, fixadas em um chão de brita, ficam à esquerda do comércio. Telhado? Que nada! Lindas árvores balançam e deixam o local com um clima natural e agradável.

Aberto há quase 30 anos, no bairro Boa Esperança, o local é ponto de encontro de universitários.
 
O espetinho e a cerveja, com preços acessíveis, são um dos grandes atrativos do local. Com isso, o mercado acabou se tornando um dos pontos de encontro dos estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).
 
Mas seu Elimar garante que não é só isso. Segundo ele, um atendimento de qualidade faz toda a diferença. “O preço é atrativo, o local é agradável, e a gente também procura desde sempre atender bem as pessoas”, explica o empreendedor, que busca sempre os melhores preços para seus clientes.


 
O mercado acabou ficando conhecido como ‘Bar do Arcanjo’, por ficar na frente da casa do ex-bicheiro, João Arcanjo preso em 2003.
 
Segundo Elimar, a origem do nome aconteceu gradativamente. O bairro começou a crescer e muitas kitnets começaram a se instalar nas proximidades. Com isso, várias pessoas que provaram o espetinho do local, descreviam o lugar como: “em frente à casa do Arcanjo”.  
 
“Acabou que foi ficando como Bar do Arcanjo. Muitos universitários pedem patrocínio para camisetas, e querem colocar Bar do Arcanjo, mas eu digo, ‘Bar do Arcanjo não existe, é Mercado Ki Tem’”, lembra.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet