Olhar Direto

Sábado, 16 de janeiro de 2021

Notícias / Política MT

Mauro foge de polêmica, mas diz que se Governo Federal não comprar vacina, MT tem recursos

da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

28 Out 2020 - 14:12

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Mauro foge de polêmica, mas diz que se Governo Federal não comprar vacina, MT tem recursos
O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que não quer entrar em polêmicas com o Governo Federal assim como está fazendo o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), no que tange à vacina contra o novo coronavírus (Covid-19). Mendes afirmou que ‘tem certeza’ que a vacina irá chegar por meio do Ministério, mas “Se o governo Federal não comprar, com certeza o Governo de Mato Grosso vai ter o recurso”.

Leia também:
Mauro Mendes anuncia programa de investimentos de R$ 9,5 bilhões até 2022

“Esse tema da vacina já tem muita polemica entre nosso presidente e o governador de São Paulo. Quem conduz isso é o ministério da Saúde, ele se predispôs a comprar, o ministro Pazuello falou isso na audiência que ele teve com todos os governadores, eu participei, e muitos participaram. Eu não vou entrar nessa polêmica”, completou o governador.

Após esta reunião, em que Pazuello anunciou a distribuição das primeiras vacinas já em janeiro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desautorizou o ministro e negou a distribuição. Mauro, no entanto, acredita que as doses virão. “Eu acredito que como sempre, toda vacina é feita dentro do Plano Nacional De Vacinação que existe, e o Governo Federal vai responder por essa responsabilidade”, afirmou na manhã desta quarta-feira (28), no evento de lançamento do ‘Mais MT’, programa que prevê R$ 9,5 milhões de investimentos até 2022.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, que estava no evento, também aposta na resposta do Governo Federal. “Nem todos os estados tem condições financeira de bancar uma operação dessa natureza. O Plano Nacional de Imunização preconiza a obrigatoriedade do governo Federal para suprir as necessidades do país, então quero crer que tão logo tenhamos uma vacina disponível o Ministério da Saúde fará as aquisições e a distribuição para todos os estados”, disse.


Gilberto Figueiredo (Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto)

Segundo ele, caso o Ministério da Saúde não forneça as doses, será necessário fazer um plano para Mato Grosso. “Nenhum estado [tem condições de arcar]. Quem hoje está investindo maciçamente é o estado de São Paulo, não dá para comparar o estado de São Paulo com os demais. Não é pretensão, é lógico que se não houver outra alternativa nós vamos ter que nos debruçar e pensar nisso, mas a princípio nós temos convicção de que o Ministério da Saúde que vai abarcar os recursos necessários para suprir o país”, finalizou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet