Olhar Direto

Quarta-feira, 02 de dezembro de 2020

Notícias / Cidades

Tosse, febre e dor de cabeça são principais sintomas dos contaminados pela covid em Cuiabá; veja todos

Da Redação - Wesley Santiago

22 Nov 2020 - 11:27

Foto: Reprodução

Tosse, febre e dor de cabeça são principais sintomas dos contaminados pela covid em Cuiabá; veja todos
Levantamento que consta no 33º Informe Epidemiológico, divulgado pela Prefeitura de Cuiabá, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), mostra que tosse, febre e dor de cabeça são os três principais sintomas relatados por pessoas infectadas pelo novo coronavírus na capital mato-grossense.

Leia mais:
Candidatos de risco para Covid-19 podem fazer Enem em salas separadas; veja como solicitar
 
Aproximadamente 12% dos casos de COVID-19 de residentes em Cuiabá foram assintomáticos (3.944).
 
Entre os sintomáticos (28.167), os principais sintomas relatados foram: tosse (15.152; 53,8%), febre (12.920; 45,9%), cefaleia/dor de cabeça (11.926; 42,3%), dor de garganta (9.787; 34,7%), perda do paladar (8.246; 29,3%), perda do olfato (8.144; 28,9%), desconforto respiratório (7.207; 25,6%), diarreia (6.171; 21,9%), dispneia (5.596; 19,9%), mialgia (4.510; 16,0%), coriza (4.331; 15,4%), dor no corpo (3.269; 11,6%), calafrio (2.296; 8,2%) e vômito (1.948; 6,9%).
 
Entre aqueles que relataram tosse, cerca de 60% também referiram febre e 47% também informaram dor de garganta. Perda de paladar e de olfato conjuntamente foi referido por 24,0% dos sintomáticos; e entre aqueles com perda de paladar 81,8% também referiram perda de olfato.
 
Nesses oito meses de epidemia da COVID-19 (14 de março a 14 de novembro) estiveram internados 3.109 indivíduos com COVID-19 residentes em Cuiabá e desses, 73,7% haviam se recuperado e recebido alta até 14 de novembro. Das internações ocorridas no período, 64,5% das internações ocorreram em hospitais privados, 35,5%, em hospitais públicos e 0,4% em hospitais filantrópicos.
 
Entre todos os pacientes internados com evolução do caso (cura/óbito), a permanência hospitalar média foi de 10,9 dias com tempo mínimo de 0 dia e máximo de 115 dias e mediana 7 dias. O intervalo entre o início dos sintomas e a internação foi de 7,5 dias (0 a 84 dias), mediana de 7,0 dias.
 
Cerca de 60% dos indivíduos internados referiram comorbidades. Entre as mais frequentes destacam-se hipertensão (1.339), diabetes mellitus (726), doença cardiovascular (490), obesidade (179), doença renal crônica (138), doença pulmonar (138), e neoplasia (85). De todos os pacientes internados, 18,7% referiram duas comorbidades e 10,4% 3

ou mais comorbidades. Entre os com hipertensão, 41,0% também eram diabéticos (549).

Até 14 de novembro, foram 30.811 casos de Covid-19 de residentes em Cuiabá e 1.047 mortes. De 18/julho a 14/novembro a taxa de incidência de COVID-19 em idosos aumentou cerca de 312% enquanto em crianças o aumento foi de 478% e em adolescentes 662%.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet