Olhar Direto

Quarta-feira, 02 de dezembro de 2020

Notícias / Política MT

“Que imagem que esses sindicalistas estão tentando passar?”, questiona João Batista sobre apoio a Emanuel

Da Redação - Isabela Mercuri

20 Nov 2020 - 15:44

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

“Que imagem que esses sindicalistas estão tentando passar?”, questiona João Batista sobre apoio a Emanuel
O deputado João Batista, que foi por muitos anos presidente do Sindicato dos Servidores do Penitenciário de Mato Grosso (Sindispen) e é agente penitenciário de carreira, não viu com bons olhos o apoio de cerca de vinte sindicatos ao prefeito e candidato à reeleição Emanuel Pinheiro (MDB). Ele, que também é presidente do PROS, manifestou seu apoio ao outro candidato, Abílio Junior, do Podemos, neste segundo turno.

Leia também:
Abílio exibe apoios de Gisela e governador, apresenta propostas e promete tirar Emanuel da prefeitura
 
“Você tem que escolher entre uma gestão envolvida com corrupção ou um gestor inexperiente, que de repente você pode até auxiliá-lo a amadurecer. Então esse é o meu ponto de vista, e eu não digo nem dos servidores, porque aquela é uma decisão de alguns representantes classistas, que não são todos também. Tem alguns representantes que ainda preferem ficar neutros, outros foram com Abílio e outros foram com o Emanuel. Cada um tem seu ponto de vista, acho até estranho que o servidor... aliás, servidor não, que alguns sindicalistas falem: eu não vou com Abílio porque tira nossos direitos... mas eu vou com Emanuel que é uma gestão envolvida em corrupção. Quer dizer, que imagem que esses sindicalistas estão tentando passar para a sociedade?”, disparou o deputado.
 
Para muitos sindicalistas que declararam apoio a Emanuel, e inclusive participaram de uma reunião com o prefeito na última quinta-feira (19), Abílio representaria um retrocesso em direitos, principalmente porque o candidato já levantou suspeitas sobre o serviço público e afirmou que irá demitir três mil profissionais assim que tomar posse, caso seja eleito.
 
Um dos líderes sindicais que não gostou da posição do PROS foi o ‘Oscarlino da Saúde’, que foi, inclusive, candidato a vereador pelo partido. Ele acusou as lideranças da sigla de terem tomado uma decisão unilateral, e disse que consultou os servidores e eles lhe pediram para que apoiasse Emanuel.
 
“Primeiro que eu tenho vontade própria”, rebateu João Batista. “Eu tenho que analisar, nós temos dois candidatos que não são a melhor alternativa, a melhor alternativa era a Gisela Simona, que hoje está fora do páreo. Nós temos que pensar da seguinte forma, nós tivemos uma gestão - graças a Deus essa última gestora e o gestor anterior, não tenha tido tanto problema na saúde do município - mas nós tivemos um início da saúde municipal onde recursos foram desviados, deixando que pessoas que precisassem de procedimentos pudessem vir a óbito”, completou o deputado.
 
O PROS é o partido de Gisela Simona, candidata derrotada no primeiro turno das eleições municipais em Cuiabá, que ficou em terceiro lugar no pleito e conquistou mais de 52 mil votos. Na quinta-feira (19), ela e o partido declararam apoio a Abílio Junior (PODE).

Comentários no Facebook

Sitevip Internet