Olhar Direto

Quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Notícias / Política MT

Botelho diz que ‘não tem convicção’ para apoiar ninguém e cobra que eleito pregue a paz

Da Redação - Isabela Mercuri

23 Nov 2020 - 14:07

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Botelho diz que ‘não tem convicção’ para apoiar ninguém e cobra que eleito pregue a paz
O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), afirmou na manhã desta segunda-feira (23) que será neutro no segundo turno, pois não tem convicção “para apoiar nenhum dos candidatos, nem candidato A, nem candidato B”. O parlamentar ainda afirmou que o prefeito que entrar deverá pregar a paz e a união.

Leia também:
Vereadora eleita e deputada do PT pedem voto ‘contra Abílio’ no segundo turno

“Eu penso o seguinte, o apoio é público, o voto é secreto. E eu não tenho convicção para apoiar nenhum dos candidatos, nem candidato A, nem candidato B. A minha convicção era o candidato que nós tínhamos no primeiro turno. Hoje eu não tenho essa convicção, então eu vou ficar no voto que é secreto, e evidentemente que nossa equipe, todos aí, estão liberados para apoiar, ou trabalhar, ou votar em quem eles entenderem, e aí eu peço para todos”, afirmou Botelho.

Segundo o presidente, é necessário pensar muito bem no voto da gestão municipal, mas não se arriscou a apostar em um resultado. “Eleição de segundo turno muda muito. Nós já tivemos esse histórico aqui. Eu lembro da eleição de Mauro Mendes, nós chegamos num momento perdendo por 15%, do Wilson Santos que chegou a perder por 20, depois virou. A eleição do segundo turno muda muito, então não dá para ter uma opinião”.

Até agora, nenhum dos dois candidatos, nem Abílio Junior (PODE), nem Emanuel Pinheiro (MDB), procurou Botelho pedindo apoio. O presidente, no entanto, afirmou que irá ajudar qualquer um que vencer. “Desde que seja um prefeito que queira ajuda. Porque se for um prefeito que entrar lá e falar ‘eu não quero ajuda de deputado’, aí não dá. O prefeito que entrar ele tem que, primeiro, pregar a paz, pregar a união, e pedir para que todos ajudem, os deputados estaduais, os federais, os senadores. Eu acho que assim que tem que ser o prefeito. Ele tem que unir, ele tem que construir pontes, não abismos, ele tem que pregar a esperança, a união e não o ódio. Então é isso que eu desejo para o próximo prefeito”, completou.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet