Olhar Direto

Terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Notícias / Política MT

Abílio nega presença de Antero na campanha e depois admite ‘conselhos’ e uso de espaço de produtora

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Do Local - Max Aguiar

26 Nov 2020 - 17:20

Foto: Rogério Florentino/OD

Abílio nega presença de Antero na campanha e depois admite ‘conselhos’ e uso de espaço de produtora
O candidato à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Podemos) disse que o jornalista e ex-senador Antero Paes de Barros não está envolvido no marketing de sua campanha durante o debate da Fecomércio realizado na última terça-feira (24). Na saída do local, ao ser novamente questionado, dessa vez pela imprensa, afirmou que o marqueteiro está apenas "dando conselhos". 
 
Leia também
Após ataques à imprensa, Abílio pede desculpas: "as coisas estão muito pesadas"

 
“O Antero não está junto com a gente. Às vezes ligamos, pedimos conselhos, ele responde, mas ele não está envolvido diretamente. Temos alguns amigos que estão nos ajudando que pediram para que não revelássemos o nome para evitar uma exposição, mas na prestação de contas seus nomes vão estar presentes”, explicou o vereador, logo após debate ocorrido na Fecomércio.

O candidato ainda disse que a sua equipe está apenas utilizando um espaço da produtora Monkey Filmes, de propriedade do empresário Fábio Serra. 
 
Minutos antes, durante o debate, o vereador foi questionado sobre o assunto pelo prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e garantiu que ele próprio e o seu candidato a vice, Felipe Wellaton, (Cidadania) são os marqueteiros.

“Qualquer um que quiser nos apoiar, no sentido de votar na gente, é bem vindo. Quem tem apoio do PT, é o senhor. Não tenho compromisso com nenhum deles, não loteei cargos. Não tenho compromisso com governador, Roberto França, nenhuma das pessoas que manifestam apoio a mim (...) Olha a diferença de custos na minha campanha e na do senhor, que está devendo quatro milhões. Os marqueteiros da minha campanha somos eu e o Wellaton, não é o Antero", disse o candidato. 

Emanuel inclusive ironizou o fato, insinuando que o vereador supostamente estaria fazendo caixa 2. "Sou diferente do senhor que paga nove mil, de graça, em uma marqueteiro. Outros nove mil em uma produtora de porte. Mas tudo bem, vai ver o senhor é realmente apenas um homem sortudo".
 
O candidato ainda afirmou que sua campanha está sendo paga com doações de pessoas que vão ter seus nomes declarados na prestação de contas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
 
De acordo com os dados do TSE, Abílio teve uma arrecadação de R$ 615,3 mil e seu maior doador foi o diretório nacional do Podemos, que fez uma transferência de R$ 150 mil via fundo eleitoral. Já a sua despesa até o momento é de R$ 332,1 mil.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet