Olhar Direto

Terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Notícias / Política MT

Márcia Pinheiro ressalta desafios de ter atuado em duas campanhas e espera fechar pleito com marido reeleito

Da Redação - Max Aguiar / Da Reportagem Local - Isabela Mercuri

29 Nov 2020 - 16:12

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Márcia Pinheiro ressalta desafios de ter atuado em duas campanhas e espera fechar pleito com marido reeleito
Findando mais um pleito eleitoral, em que dessa vez ela teve que se desdobrar em duas cidades para comandar reuniões, arrastões e comícios do marido Emanuel Pinheiro, em Cuiabá, e do filho Emanuelzinho, em Várzea Grande, a primeira-dama da Capital, Márcia Pinheiro, confirmou neste domingo (29) que desde o princípio ela sabia que sua família seria alvo de ataques e fake news. Mas o espírito paz e amor fez com que eles seguissem de cabeça erguida. 

Leia mais:
Prefeito afirma que fez campanha propositiva, qualifica opositor como desequilibrado e explora alianças de Abílio

Mesmo com a derrota do filho em Várzea Grande, Márcia não diminuiu o tom e seguiu firme os trabalhos para ajudar a reeleger o marido em Cuiabá. Comprou brigas com o adversário, Abílio Brunini (Podemos) em defesa das mulheres e da continuação da Secretaria da Mulher e ainda lembrou que quando o vereador, hoje oponente político, votava contra os projetos na Câmara, ele não votava contra Emanuel, mas sim contra a população. 

"Não existe campanha fácil. Fizemos uma campanha de paz e amor. Eu sempre falei que Emanuel teve oportunidade e Emanuel mostrou a que veio. O legislativo também tem suas indicações. Tudo que foi votado para Cuiabá ele [Abílio] votou contra. Ele estava sempre votando contra a todas as pessoas que aqui moram e dependem do serviço público. Os projetos são pro cidadão e as pessoas acho que avaliaram isso, espero. E assim que abrir as urnas teremos essa aprovação de Emanuel é o mais preparado", comentou.

Márcia Pinheiro acompanhou o marido neste domingo até a seção eleitoral do esposo candidato à reeleição, no bairro do Porto. Quando questionado sobre a governabilidade entre as primeiras damas do estado e da capital, Márcia disse que se o marido se sair campeão dessa disputa, ela espera manter uma harmonia com a primeira dama Virgínia Mendes. 

"Eu não tenho vaidade nenhuma nem com ela [Virginia] nem com ninguém. Nunca denegri o trabalho de ninguém. Não é de meu feitio esse negócio de ataque. Não tenho histórico de ataque. Eu falei que aqui em Cuiabá tem quem cuide e que Mato Grosso tem mais 140 cidades pra ela cuidar", comentou a primeira dama da capital. 

Quanto a derrota de Emanuelzinho em Várzea Grande, Pinheiro disse que é algo superado e que o filho como deputado federal irá ajudar muito a cidade vizinha e que ela inclusive já conversou com a mãe de Kalil Baracat, prefeito eleito, para poder haver uma harmonia entre os trabalhos. 

"Lá em Várzea Grande foi bastante trabalhoso. Emanuelzinho colocou seu nome a disposição dos várzea-grandense, inclusive como deputado federal ele trabalhou muito pela cidade, foi muito válido, as pessoas tem que ter desafio na vida. Eu sou muito amiga da mãe de Kalil, a gente conversou e Emanuelzinho está a disposição para ajudar VG e em todo Mato Grosso", concluiu. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet