Olhar Direto

Segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Notícias / Política MT

Fagundes acredita em reeleição na AMM e diz que aprovação do FEX coloca Neurilan "na frente"

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

02 Dez 2020 - 17:00

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Fagundes acredita em reeleição na AMM e diz que aprovação do FEX coloca Neurilan
O senador Wellington Fagundes (PL) defendeu a reeleição de Neurilan Fraga como presidente da Associação Mato-Grossense de Municípios (AMM). Apesar de ser amigo do outro candidato, o ‘Maurão’, o senador acredita que Neurilan ‘sai na frente’ por  ter boa convivência com os prefeitos e pela briga que travou pela aprovação dos recursos do FEX para os municípios.

Leia também:
AMM comemora aprovação de PLC para pagamento do FEX e compensação da Lei Kandir

“Primeira coisa, sou amigo dos dois. Eu apoiei o Maurão e o Maurão me apoiou. Eu apoiei o Neurilan e o Neurilan me apoiou, então... agora, nós estamos conversando, eu entendo que o Neurilan fez um excelente trabalho de resgate da AMM. Eu, como senador, tive um trabalho muito forte com a AMM e com a Confederação Nacional dos Municípios. Eu sou vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios. E esse trabalho foi muito forte, do Neurilan com a diretoria nacional”, afirmou Wellington, na manhã desta terça-feira (1).

‘Maurão’, amigo de WF e que deve ser o principal adversário de Neurilan, é o atual prefeito de Água Boa, Mauro Rosa. Ele conta com apoio do senador Carlos Fávaro (PSD), do deputado federal Neri Geller (Progressistas) e deputados estaduais Nininho (PSD) e Valmir Moretto (Republicanos). Outra força conquistada por Maurão é o apoio de Mauro Carvalho, atual secretário chefe da Casa Civil. Ele seria o presidente de honra, caso Maurão seja eleito. 

Neurilan ainda não conseguiu ter maioria ao seu lado, inclusive um de seus vice-presidentes, o prefeito de Canarana, Fábio Faria (DEM), já tinha declarado que irá sair do grupo de Neurilan, caso ele busque a reeleição. Visando reverter essa condição de ter menos aliados, Neurilan esteve com o deputado Eduardo Botelho, presidente da Assembleia Legislativa, e pediu que ele fosse o presidente de honra de sua nova gestão. 

Para Wellington, no entanto, a reeleição é o mais provável. “Acho que o Neurilan sai na frente porque ele tem tido essa boa convivência. Vai lá na AMM... eu fui lá ontem, aquilo no passado era caindo aos pedaços. Você vai lá e está tudo bem organizado, uma equipe excelente. Nós fomos lá no Pantanal, ele levou uma equipe de geólogos da AMM, nós estamos programando todo um trabalho para perfurar poços em locais estratégicos para evitar o fogo do ano que vem, para ter como combater. Então a AMM hoje tem feito um trabalho com todas as Prefeituras, principalmente as pequenas, porque quanto menor o município, mais depende da AMM”, afirmou.

Outra questão que pesa neste apoio, para o senador, é o fato de Neurilan ter brigado, junto com ele, pelo repasse de recursos federais aos municípios. Ainda neste ano, caso o PLC passe também pela Câmara dos Deputados e por sanção presidencial, as Prefeituras de Mato Grosso devem receber R$ 100 milhões.

“Os prefeitos vão começar agora no final do ano já recebendo um volume de recursos muito grande. Olha, saúde, a transferência, isso foi um trabalho da AMM, da Confederação, a marcha dos prefeitos, nós saímos de 14 todo ano foi aumentando, agora está em 19%. Ou seja, a situação dos municípios melhorou muito. Tanto é que nós tivemos mais de 50% da reeleição. Por melhor gestor que você seja, se não tiver recursos, fica difícil”, comentou Wellington.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet