Olhar Direto

Terça-feira, 13 de abril de 2021

Notícias / Política MT

Casa de festas também é alvo

Três deputados e ex-parlamentar são alvos de operação; PF faz buscas em gabinetes da ALMT; veja

Da Redação - Isabela Mercuri / Max Aguiar / Wesley Santiago

09 Dez 2020 - 07:02

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Três deputados e ex-parlamentar são alvos de operação; PF faz buscas em gabinetes da ALMT;  veja
A Polícia Federal realiza, na manhã desta quarta-feira (9), uma operação em Cuiabá, e cumpre ordens de busca e apreensão nos gabinetes dos deputados estaduais Ondanir Bortolini (PSD), o Nininho, e Romoaldo Júnior (MDB). Olhar Direto confirmou que o parlamentar Dilmar Dal'Bosco (DEM) e o ex-legislador Mauro Savi também são alvos.

Mauro Savi teve o celular apreendido pela Polícia Federal, que chegou em sua residência por volta das 06 horas. As investigações seriam referentes ao ano de 2013, relacionadas a emendas para eventos. O objetivo desta ação é colher provas para apurar supostas fraudes à licitação e pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos.

Estão sendo cumpridos 39 mandados de busca e apreensão em vários municípios de Mato Grosso (Rondonópolis, Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Alto Taquari, Itiquira, Juscimeira, Jaciara, São Pedro da Cipa, Dom Aquino, Alta Floresta) e Votuporanga/SP. 

Ao todo, segundo o apurado pela reportagem, são mais de 30 equipes da Polícia Federal atuando na ação desta quarta-feira. Uma casa de festas (Arco da Lapa), localizada em Cuiabá, também seria alvo de busca e apreensão.



A Prefeitura de Itiquira, cidade onde morou o deputado Nininho e também onde ele desempenhou o papel de gestor, também é um dos alvos da ação da Polícia Federal nesta manhã. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão.

A operação foi batizada de 'Chapéu de Palha' e tem o deputado Nininho como um dos alvos. As ordens judiciais foram autorizadas pela Justiça Federal de Rondonópolis, mas seguem sob sigílo. 

Veja a nota do deputado Dilmar Dal'Bosco:

Nota de Esclarecimento

O Deputado Estadual Dilmar Dal Bosco, do Democratas, juntamente com seu advogado, Dr. André Albuquerque, vem a publico manifestar, através desta Nota, sobre a operação da Polícia Federal, deflagrada na manha desta quarta-feira, dia nove de dezembro de 2020, conforme o que segue abaixo:

1- Trata-se de um Processo que corre em segredo de justiça, no Tribunal Regional Federal (TRF-1) por envolver acusados que possuem foro privilegiado, razão pela qual, não se pode dar detalhes sobre pessoas ou envolvimento destas, neste processo.

2- Vale dizer que o Deputado Estadual Dilmar Dal Bosco não é réu, não é indiciado e nem tão pouco investigado, apenas, foi alvo de busca e apreensão de documentos em sua residência particular, na cidade de Sinop-MT, na tentativa de encontrar documentos que poderiam ligar o Parlamentar ter qualquer relação com os acusados. Porém, nada fora encontrado que conclua tal ligação do Parlamentar aos envolvidos.

3- Ao contrario do que vem sendo noticiado pela mídia, o Gabinete do Deputado Dilmar Dal Bosco, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, não foi, em momento algum, alvo de busca e apreensão. Sequer, houve visita de qualquer policial federal ou outros.

4- Sendo assim, a defesa irá buscar informações junto ao Processo Judicial, para saber quais foram as razões que levaram a tamanha exposição desnecessária para com o Parlamentar, além de outras medidas que entender serem necessárias.



Vídeo: RD News/Bárbara Sá
 
Atualizada às 07h07, 07h19, 07h46, 08h21 e às 14h39

Comentários no Facebook

Sitevip Internet