Olhar Direto

Sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Notícias / Cidades

Suspeito pela morte de ex-diretora da Sanear é levado para delegacia; execução seria por vingança

Da Redação - Airton Marques

17 Jan 2021 - 18:28

Foto: Divulgação/PM

Suspeito pela morte de ex-diretora da Sanear é levado para delegacia; execução seria por vingança
Suspeito de participação no assassinato de Terezinha Silva de Souza, ex-diretora do Serviço de Saneamento Básico de Rondonópolis (Sanear), foi conduzido para delegacia de polícia na tarde deste domingo (17), após denúncia anônima realizada à Polícia Militar do município.

Leia também:
Vídeo mostra dupla que matou diretora de autarquia e caminhonete atingida por tiros


O assassinato ocorreu na manhã de sexta-feira (15), quando dois homens a bordo de uma motocicleta acompanharam a camionete usada por Terezinha e a executaram à tiros.

Conforme o boletim de ocorrências, a denúncia anônima apontou que o suspeito trabalha como vigilante armado no Hospital Regional e poderia estar armado em uma casa no bairro Dom Osório, com a moto utilizada no homicídio (Honda CB 300 vermelha).

Ainda de acordo com o denunciante, o assassinato teria sido motivado por vingança, já que Terezinha teria demitido a esposa do vigilante na terça-feira (12), após trabalhar por 5 anos na Sanear. A demissão teria ocorrido de forma ríspida, após discussões.

O suspeito, conforme a denúncia, seria um homem agressivo e andava sempre armado.

Os policiais relataram que ao chegarem na casa, localizaram a moto com as mesmas características vistas em vídeos que mostraram a ação da dupla. Os militares chamaram a proprietária da casa, que informou que o marido estava no local.

A PM não encontrou nenhuma arma no local, apenas dois capacetes escuros, parecidos com os que os autores do crime usavam na manhã de sexta. Além disso, os policiais encontraram um par de tênis, uma pasta do Sanear, suporte de placa e alças traseiras de mão e segurança da motocicleta, com indícios de recente remoção. A suspeita é de que tenham tentado descaracterizar a moto.

O suspeito negou qualquer participação no crime e que estaria em casa no momento do assassinato, após voltar do serviço. O homem foi encaminhado para a ª Delegacia de Polícia de Rondonópolis para prestar esclarecimentos.

 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet