Olhar Direto

Notícias / Cidades

PRIMEIRA FASE

Emanuel destaca momento histórico e pondera baixo número de doses: “antes pouco do que nada”

Da Redação - Airton Marques / Do Local - Max Aguiar

20 Jan 2021 - 11:35

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Emanuel destaca momento histórico e pondera baixo número de doses: “antes pouco do que nada”
Na abertura de ato simbólico que deu início a vacinação contra a Covid-19 em Cuiabá, nesta quarta-feira (20) o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirmou estarmos vivendo um momento histórico, mas reclamou das poucas vacinas da Coronavac que a Capital recebeu nesse primeiro lote. São apenas 8.027 doses para começar a campanha de imunização.

Leia também:
Maqueiro do Pedra 90 é o primeiro vacinado contra a Covid-19 em Cuiabá


“Damos início hoje ao mais importante e emblemático momento dessa campanha, começando a vacinação na Capital de Mato Grosso. (8.027 doses). É muito pouco para o enfrentamento, mas já é o primeiro passo. Antes pouco do que nada. Vamos ser audaciosos daqui para frente na cobrança de mais doses e em número mais significativo, como requer a cidade mais populosa de Mato Grosso”, declarou.

Na manhã de hoje, sete cuiabanos foram vacinados. O primeiro foi João Acassio de Moraes, maqueiro do Hospital São Benedito.

Durante o evento, Emanuel ressaltou as medidas adotadas pelo Palácio Alencastro durante a pandemia e a decisão de não desmobilizar a estrutura montada para o atendimento dos pacientes, mesmo no momento em que os números de infectados e mortos diminuíram. O não recuo foi uma estratégia mantida por conta da previsão da segunda onda de infecções, como é visto neste momento.

“A Prefeitura de Cuiabá não mediu esforços. Apesar de outros gestores de Capitais e governadores terem desmobilizado todo o aparato de UTIs e de estrutura da saúde, eu não autorizei que o mesmo se fizesse em Cuiabá, por pura precaução e zelo com vida da população cuiabana, não fossemos surpreendidos por uma possível segunda onda”, declarou.

Ainda segundo o prefeito, Cuiabá foi uma das primeiras capitais a se credenciar junto ao Ministério da Saúde para que pudesse receber os recursos relativos ao financiamento das UTIs. “Não fechamos nenhum dos 135 leitos de UTI, que a prefeitura disponibiliza para todos os mato-grossenses. Continuamos com a UPA Verdão como retaguarda, assim como o hospital referência no antigo Pronto-Socorro e a Unidade Básica de Saúde do bairro Dom Aquino”.

Sobre a quantidade de vacinas recebidas, Emanuel adiantou que irá conversar com a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, para a possibilidade de aquisição direta das doses com os laboratórios.

Vacinação

No total, Cuiabá receberá 17.184 doses (o restante deve chegar daqui duas semanas) para imunizar sua população. Destas, 15.534 serão para trabalhadores da saúde, 1.130 para trabalhadores da Saúde do Estado, 480 para idosos institucionalizados e 40 para pessoas com deficiência institucionalizadas. Vale lembrar que são necessárias duas doses por pessoa.

A vacinação é realizada no Centro de Eventos do Pantanal e será por agendamento, por meio de link ainda não disponibilizado no portal da Prefeitura de Cuiabá.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet