Olhar Direto

Terça-feira, 13 de abril de 2021

Notícias / Política MT

no partido

Emanuel diz que teve reunião ‘de amores’ com Bezerra e garante permanência no MDB

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Airton Marques

22 Jan 2021 - 07:37

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Emanuel diz que teve reunião ‘de amores’ com Bezerra e garante permanência no MDB
O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) negou, mais uma vez, que haja intenção, de sua parte, de sair do MDB. Ele contou que participou de uma reunião “de amores” com o presidente estadual do partido em Mato Grosso, Carlos Bezerra, onde reiterou seu amor pela sigla. No entanto, o prefeito criticou a tentativa de aproximação com o governador Mauro Mendes (DEM).

Leia também:
Cuiabá deve vacinar mil pessoas até esta quinta-feira e as 8.027 até segunda-feira

“Tive uma reunião com o deputado Carlos Bezerra hoje de manhã. Reunião de amores recíprocos, de trocas de juras de trabalho e de fidelidade, até porque eu respeito demais a história, a vida e a biografia de Carlos Bezerra”, disse Emanuel, em entrevista ao Olhar Direto durante ‘live’ do Instagram.

“Reafirmei para ele que não pretendo sair do MDB, mas quero contribuir para resgatar o MDB que ele construiu a vida inteira. O MDB da resistência, da democracia, dos menos favorecidos, sintonizado com as ruas, sintonizado com o povo e não sintonizado com o governo. Sintonizado com os mais humildes, e não com quem detém o poder. Um MDB livre, independente, e não um MDB que se comporta como vaquinha de presépio dos interesses do Governo do Estado sem discutir com a sociedade. Foi isso que eu disse, respeitando os pensamentos contrários, mas o meu compromisso é com o povo. Eu quero resgatar o MDB do Bezerra, o MDB do povão, o MDB sintonizado com as ruas”, afirmou.

O prefeito disse, ainda, que é “coerente com as ruas”, e criticou a tentativa de aproximação do MDB com o governo do estado. Em dezembro de 2020, Bezerra chegou a convidar Mauro para ir para o MDB, e em janeiro de 2021 todos os deputados estaduais correligionários de Emanuel votaram a favor da autorização de mudança de modal, do VLT para BRT, o que o prefeito já afirmou ser contra.

Para Pinheiro, só se justifica apoiar um Governo diante de “algumas pautas”, que pontuou: “[O Governo] mudou o compromisso e o comportamento do governador com o servidor público? Vai passar a tratar o servidor público com mais respeito, com valorização? Se sim, justifica aproximar, voltar o diálogo. A reforma da previdência mudou? Vai haver alguma sensibilidade com quem ganha salário mínimo? ”, exemplificou.

“Há algumas bandeiras, bandeiras com a sociedade, bandeiras com a população, que representa uma história de vida do MDB e que devem ser preconizadas. Se o governo mudar, mudou e estiver, por exemplo, eu só falei quatro exemplos só, são inúmeros. Mas se o governo mudou e passou a ser um governo mais social, mais voltado para os humildes, para os mais pobres, que dialoga com a sociedade e que respeita o servidor público, por exemplo, e o setor produtivo, aí eu concordo que o partido possa estar dialogando e até contribuindo com o governo. Fora isso, aí é chamar crise, porque eu tenho direito de me manifestar, como prefeito da capital e membro do MDB”, completou Emanuel.

Lives

Emanuel foi o primeiro a participar do projeto de lives no perfil do Olhar Direto no Instagram. As entrevistas ao vivo serão realizadas todas as quintas-feiras no @olhardiretooficial. Assista a íntegra da entrevista:
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet