Olhar Direto

Sexta-feira, 16 de abril de 2021

Notícias / Política MT

desafio lançado

Mauro desafia Macron e Biden a virem a Mato Grosso e pede comparação de ativos ambientais

Da Redação - Max Aguiar

22 Jan 2021 - 10:27

Foto: Rogério Florentino - Olhar Direto

Mauro desafia Macron e Biden a virem a Mato Grosso e pede comparação de ativos ambientais
O governador Mauro Mendes (DEM) voltou a defender a agricultura sustentável de Mato Grosso, em evento de entrega de maquinários a prefeitos do estado, na noite de quinta-feira (21). O chefe do Executivo rebateu críticas dos Estados Unidos e da França, lançando um desafio para que seus presidentes venham conhecer de perto a realidade do agro brasileiro. 

Leia mais:
"O prefeito joga contra Cuiabá e o cuiabanos", diz Mauro sobre Emanuel criar comitê para tratar VLT

Durante o discurso inflamado, feito por mais de 20 minutos, Mendes disse que espera que o recém-eleito presidente americano, Joe Biden, e Emmanuel Macron, presidente da França, venham a Mato Grosso para que vejam como é feito o manejo da produção.

"Sim, desafio. Desafio a vir conhecer Mato Grosso, a produção mais sustentável do planeta. A fala do Macron não tem a menor âncora na verdade. É uma fala irresponsável com aquilo que nós somos ambientalmente. Também lanço o convite ao presidente dos EUA para vir a Mato Grosso”, frisou o governador. 

Mendes também desafiou os presidentes ainda a mostrarem se tem ao menos o equivalente aos 10% dos ativos ambientais de Mato Grosso. "Eu lanço ao Biden o mesmo desafio que lancei ao Macron. Aqui a agricultura é dez vez mais sustentável que a agricultura americana", concluiu o governador. 

O motivo da fala de Mendes é resposta a uma crítica feita por Emmanuel Macron, que disse que a soja brasileira provinha de desmatamento, principalmente em Mato Grosso – maior produtor do grão.

Vale lembrar que na safra, 2020/21, Mato Grosso prevê a colheita de  pelo menos 35,4 milhões de toneladas da oleaginosa, em área plantada de 10.2 milhões de hectares: cerca de 2,7% a mais do que a anterior (19/20).

A Macron, ele ainda diz que a fala é uma verdadeira imbecibilidade. "Ele não conhece o Brasil, ele não conhece a Amazônia, ele fala de algo que não conhece. Ele está falando na verdade uma imbecilidade para um presidente que tem dever de defender a sua economia, seus produtores, que é grande concorrente do Brasil", asseverou. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet