Olhar Direto

Terça-feira, 13 de abril de 2021

Notícias / Cidades

torturados

Jovem é executado por facção criminosa e amigo consegue fugir ao pular em rio

Da Redação - Fabiana Mendes

22 Jan 2021 - 16:12

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Jovem é executado por facção criminosa e amigo consegue fugir ao pular em rio
Um rapaz identificado como Elenilton teria sido executado a tiros por membros de uma facção criminosa, no distrito de Boa Esperança, em Sorriso (a 400 quilômetros de Cuiabá), na última quarta-feira (20). O amigo dele, um jovem de 20 anos, conseguiu fugir após pular no Rio Teles Pires.

Leia mais:
Dois bandidos morrem em confronto com policiais da Rotam em Cuiabá

O sobrevivente teria postado um vídeo nas redes sociais em que fazia apologia à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). Uma mulher, de 19 anos, viu as imagens e encaminhou para o líder da facção rival do distrito de Boa Esperança. Ela acabou presa e o suspeito não foi localizado.

Segundo boletim de ocorrência, a mulher teria questionado o jovem se ele seria faccionado e o rapaz afirmou que não. Os amigos teriam marcado um encontro com ela nas proximidades de um supermercado. Na ocasião, foram abordados por três criminosos. Ambos foram amarrados, amordaçados e depois levados para uma residência.

No local, os criminosos torturaram os amigos, passaram faca nas orelhas, dedos e falavam que iriam cortá-los. Os criminosos também questionavam se eles eram membros do PCC.

Os rapazes foram agredidos com chutes nas costelas e rostos. Ambos foram torturados até a amanhã de quinta-feira (21) e depois levados em um carro até um lugar conhecido como Salto Magessi, no Rio Teles Pires, onde Elenilton teria sido morto a tiros.

O sobrevivente teria tirado a venda dos olhos e visto a execução. Ao ser levado a margem do rio, ele se jogou na água e afirma ter sido levado pela correnteza. O jovem também teria conseguido se soltar das amarras e fugiu.

O caso foi registrado no Batalhão da PM de Sorriso e deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet