Olhar Direto

Notícias / Cidades

Sem folia

Prefeitura de Cuiabá transforma Carnaval em dias úteis e proíbe eventos

Da Redação - Wesley Santiago

25 Jan 2021 - 10:12

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Prefeitura de Cuiabá transforma Carnaval em dias úteis e proíbe eventos
O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), transformou as datas 15, 16 e 17 (feriado de Carnaval) em dias úteis. Além disto, proibiu a realização de eventos carnavalescos na Capital em 15 e 16 do próximo mês. O decreto foi assinado na sexta-feira (22), visando o enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

Leia mais:
Emanuel diz que não há condição para Carnaval e deve cancelar feriado: “há clima para o trabalho”

Dessa forma, o expediente no serviço público municipal funcionará normalmente.

O Prefeito determinou ainda que às secretarias municipais competentes, suspendam a emissão de qualquer tipo de autorização para eventos e festejos nas datas citadas sob pena de multa para quem descumprir o decreto. 

A medida, conforme o gestor, foi tomada por causa do crescente número de casos confirmados, bem como de óbitos decorrentes do vírus. A festa, que é uma tradição no país, evidencia uma probabilidade de alta transmissibilidade e risco de agravamento do atual quadro de saúde pública vivenciada, decorrente da pandemia do Coronavírus. 

Para atendimento das denúncias referentes ao descumprimento das disposições contidas no decreto, o Município disponibiliza os seguintes canais de comunicação: Disque Silêncio (fone: 99341-3000) e Polícia Militar (fone: 190). A fiscalização será realizada pelas secretarias municipais de Ordem Pública, de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano Sustentável, de Mobilidade Urbana (Semob), Vigilância Sanitária, além da Polícia Militar (PM).

Em live no perfil do Olhar Direto no Instagram, na semana passada, o prefeito já dava sinais de que não haveria Carnaval este ano. De acordo com o prefeito, está descartada a possibilidade de adiar para outra data de 2021.

“Prorrogar não... acho que prorrogar não, porque Carnaval é uma tradição, então... prorrogar é motivo só para buscar mais feriado, e nós estamos falando que tem que trabalhar, trabalhar, e quer mais feriado? Não dá. Ou trabalha ou descansa, e acho que a gente tem que trabalhar. Acho que a gente tem que trabalhar cada vez mais, não é momento de Carnaval”, afirmou o emedebista.

Emanuel confessou ser apaixonado pela folia de momo, mas a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e a crise econômica, em sua opinião, não deixam brecha para festejar.

Atualizada às 10h18

Comentários no Facebook

Sitevip Internet