Olhar Direto

Segunda-feira, 01 de março de 2021

Notícias / Cidades

Bancários cruzam os braços na próxima sexta-feira contra demissões e fechamento de agências

Da Redação - Wesley Santiago

26 Jan 2021 - 10:24

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Bancários cruzam os braços na próxima sexta-feira contra demissões e fechamento de agências
Os funcionários do Banco do Brasil decidiram, em assembleia geral extraodinária, realizada na segunda-feira (25), paralisar suas atividades na próxima sexta-feira (29), pelo período de 24 horas. A intenção é protestar contra a reestruturação anunciada recentemente pela direção do banco, que prevê fechamento de centenas de agências, desligamento de milhares de trabalhadores e a extinção da função de caixa.

Leia mais:
Governador diz que ‘pressão‘ não dá resultado e Sintep precisa aprender que greve não deu ‘nada de positivo’

A paralisação de sexta-feira foi aprovada por 95% dos trabalhadores. Para o funcionário do BB e secretário geral do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (Seeb/MT), Alex Rodrigues, as ações mostram que a categoria está firme e disposta a defender o Banco do Brasil como público, garantindo direitos conquistados com muita luta.

"Se não mostrarmos unidade e força, o desmonte vai continuar e mais colegas serão atingidos. Quem não foi atingido agora, pode ser depois. Só a luta nos garante”, disse o secretário de Assuntos Jurídicos do Seeb/MT e Funcionário do BB, Marcílio Lima. 

Caso as reivindicações não sejam atendidas, não está descartada uma greve por tempo indeterminado.

“Convocamos todo funcionalismo do BB para essa paralisação nacional. Na próxima sexta-feira, vamos fazer uma grande paralisação para mostrar a nossa força e a nossa unidade”, convoca o presidente do Seeb/MT, Clodoaldo Barbosa. 

Clodoaldo ainda pediu aos clientes que denunciem a necessidade das agências se manterem abertas e com número suficiente de trabalhadores para prestar bom atendimento.
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet