Olhar Direto

Segunda-feira, 10 de maio de 2021

Notícias | Cidades

por tempo indeterminado

Conselho confirma greve dos caminhoneiros para a próxima segunda-feira

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Conselho confirma greve dos caminhoneiros para a próxima segunda-feira
O Conselho Nacional de Transportes Rodoviários de Cargas (CNTRC) enviou um ofício ao governo federal confirmando a paralisação da categoria a partir da próxima segunda-feira, 1º de fevereiro. A decisão foi por suspender, de forma coletiva, temporária, pacífica e parcial as atividades dos trabalhadores autônomos e empregados em transporte rodoviário de cargas no país.

Leia mais:
Sindicatos de MT não devem aderir a convocação nacional para nova greve dos caminhoneiros

Os sindicatos de Mato Grosso não devem aderir a convocação nacional feita pelo Conselho Nacional de Transportes Rodoviários de Cargas (CNTRC) para uma nova greve dos caminhoneiros, a partir da próxima segunda-feira, 1º de fevereiro. O posicionamento inicial dos representantes do Estado é de que não é momento para isto. (leia mais AQUI).

Entre as demandas dos caminhoneiros, estão uma aposentadoria especial para o setor, piso mínimo estabelecido para frete e fiscalização mais atuante da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a fazer um apelo na quarta-feira (27) para que o movimento não fosse à frente.

No ofício, assinado pela diretoria executiva do CNTRC, a categoria diz que há insatisfação com a Petrobras sobre o aumento do preço do diesel e diz que a política de preços de paridade de importação não é errática, mas “conscienciosamente lesiva” para o mercado doméstico e o setor de transporte.

Durante a greve, 30% do total dos trabalhadores continuarão trabalhando, segundo o ofício, que foi encaminhado também ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Em nota, o Ministério da Infraestrutura disse que o Conselho não é o responsável por falar pela categoria. Veja abaixo:

O Ministério da Infraestrutura esclarece que o Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) não é entidade de classe representativa para falar em nome do setor do transporte rodoviário de cargas autônomo e que qualquer declaração feita em relação à categoria corresponde apenas à posição isolada de seus dirigentes. O MInfra reforça a necessidade de entender o caráter difuso e fragmentado de representatividade do setor, seja regionalmente, seja pelo tipo de carga transportada, antes de divulgar qualquer informação referente à categoria. Nenhum associação isolada pode reivindicar para si falar em nome do transportador rodoviário de cargas autônomo e incorrer neste tipo de conclusão compromete qualquer divulgação fidedigna dos fatos referentes à categoria.

Atualizada às 09h33 e às 10h21.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet