Olhar Direto

Domingo, 17 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

Oposição

Barranco diz que AL não pode ficar ‘de cócoras’ diante do Executivo e critica assistência social

08 Fev 2021 - 14:50

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Barranco diz que AL não pode ficar ‘de cócoras’ diante do Executivo e critica assistência social
O deputado estadual Valdir Barranco (PT) fez duras críticas à relação do governador Mauro Mendes (DEM) com a Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), e afirmou que espera que neste novo ano os deputados não fiquem “de cócoras” diante do Governo. Segundo o parlamentar, que é da oposição, Mauro vem ‘tensionando’ para que votem as propostas de interesse dele, e não aprovem as contrárias. Barranco ainda criticou a falta de propostas para geração de emprego e a atribuição das ações da secretaria de Assistência Social unicamente à primeira-dama Virginia Mendes.

Leia também:
'É triste alguém que ganha quase R$ 100 mil por mês ficar mentindo para o cidadão’, dispara Mauro

“Eu vou iniciar 2021 como terminei 2020: trabalhando para que a assembleia possa ser realmente independente, um poder independente do poder executivo, para que nós não fiquemos de cócoras diante do Governo Do Estado. Nós não podemos permitir que o governo aprove de maneira acelerada da forma como ele quer, as propostas que são de interesse dele, sem discutir com a comunidade, e também, muito menos, que o governo continue exercendo um papel que não é dele aqui na assembleia, que é de tensionar para que aquelas matérias dos deputados que não são de interesse do executivo, não sejam aprovadas”, declarou o parlamentar, na semana passada, na ocasião em que o governador foi até a Casa de Leis para passar uma mensagem do executivo.

Para Barranco, Mauro precisaria levar uma mensagem positiva à Assembleia, principalmente no que diz respeito aos planos para vencer a crise econômica diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). “O governador Mauro Mendes até hoje não apresentou nenhuma proposta para a geração de empregos, a geração de renda, a pandemia, nenhuma proposta veio aqui para a Assembleia para enfrentamento da pandemia. Não fosse a Assembleia Legislativa e o nosso trabalho, não teríamos nada para enfrentamento da pandemia”, lamentou.

A crítica também foi dirigida à forma como o governador lida com a agricultura familiar e a assistência social. “O governador não tem proposta para agricultura familiar, não tem nenhum projeto. Distribuir maquinas, simplesmente, tratores para as associações ou prefeituras, não é projeto para a agricultura familiar”, afirmou. “Nós temos que ter um projeto que possa levar condições para financiamento e desenvolvimento da agricultura familiar. Enfim, é isso que eu quero, que o governo preze, que não fique aí a primeira-dama na condição de secretária de assistência social do Estado, só fazendo campanha de arrecadação em algumas datas, como natal, dia das crianças. Isso não pode ter na Secretaria de Assistência Social, projetos que possam impulsionar o desenvolvimento social daqueles que mais precisam no estado”, finalizou.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet