Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

Notícias | Política MT

em Primavera

Mauro inaugura 10 leitos de UTI e reclama de falta de apoio da União: ‘era obrigação do SUS’

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Mauro inaugura 10 leitos de UTI e reclama de falta de apoio da União: ‘era obrigação do SUS’
O governador do estado de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), foi a Primavera do Leste (235km de Cuiabá) nesta terça-feira (9) para inaugurar dez leitos em Unidade de Terapia Intensiva, voltadas ao atendimento de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19).O chefe do executivo afirmou que novos leitos devem ser inaugurados também em outras cidades, mas lamentou a falta de apoio do Governo Federal, principalmente em 2021, para este trabalho em relação à saúde.

Leia também:
Com aumento de casos, Santa Casa abre mais 10 leitos de UTI para tratamento da Covid-19

“Esse financiamento das UTIs é obrigação do governo federal e do governo do Estado, em parceria com as prefeituras. Hoje nós estamos gastando em média R$ 15 milhões por mês do governo do Estado para financiar essas UTIs, e o governo federal que devia [pagar] no mínimo 50%, hoje [paga] só 8%”, afirmou. “Nós já estamos gastando o dobro que o governo Federal está gastando, porque não está habilitando leito, não está mandando financiamento, é um problema não só no Mato Grosso, mas no Brasil inteiro. É uma grande reclamação dos secretários, dos governadores, porque é uma obrigação do SUS fazer esse financiamento, mas como ele não faz nós assumimos o compromisso com as prefeituras, com os prestadores de serviço”.

Segundo Mauro Mendes, se o Governo Federal habilitasse os leitos, o Ministério da Saúde pagaria os R$ 1600 por dia, por leito, e o Estado arcaria com R$ 400. No entanto, isso não tem sido feito. Apesar disso, Mato Grosso já inaugurou 30 leitos (além destes de Primavera, dez no Hospital Metropolitano e dez na Santa Casa de Cuiabá), e pretende abrir mais.

“Estão previstos nos próximos dias em Sinop mais dez, nos próximos dias em Rondonópolis provavelmente mais dez, estamos negociando em Lucas do Rio Verde e Nova Mutum também mais dez, e estamos trabalhando em todos os hospitais, em Cáceres, lá no Hospital São Luiz, para aumentar o número de leitos, então o governo trabalha nessa perspectiva sim de aumentar além do que nós fizemos até agora, 30, outros novos leitos no estado inteiro”, garantiu o governador.

Mauro também não descartou a possibilidade de estes leitos permanecerem nas cidades após a pandemia, em alguns casos, como o de Primavera. “A região é importante, a única referência que tínhamos aqui era a cidade de Rondonópolis. Essa descentralização do serviço de saúde é muito importante para atender melhor ao cidadão nas diversas regiões do estado de Mato Grosso, o que nós teremos que fazer é habilitar esses leitos junto ao Ministério da Saúde, para isso tem regras e normas, e o Estado ajuda complementando”, prospectou. “Primavera tem todas essas características, e é possível essa manutenção”.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet