Olhar Direto

Segunda-feira, 10 de maio de 2021

Notícias | Cidades

Estado notificou órgãos

Cuiabá tem 38 leitos de UTI da Covid bloqueados por falta de medicamentos e profissionais

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Cuiabá tem 38 leitos de UTI da Covid bloqueados por falta de medicamentos e profissionais
A Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá foi notificada pelo governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Educação (SES), quanto ao bloqueio de 38 leitos de Terapia Intensiva para o tratamento da Covid-19 no Hospital e Pronto Socorro Municipal da capital. O motivo seria a falta de medicamentos e profissionais capacitados para atuar no setor.

Leia mais:
Com 22 novos óbitos, Mato Grosso chega a 5.716 vidas perdidas e 246,4 mil casos

O Estado também notificou o Tribunal de Contas do Estado e o Ministério Público Estadual e Federal sobre o bloqueio. 

O Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá conta com 95 leitos de UTI pactuados, mas apenas 57 vagas estão disponíveis para a regulação – sendo que 56 já estão ocupadas nesta quarta-feira (24.02).

O fato leva ao descumprimento do Plano de Contingência Municipal e Estadual e do Termo de Compromisso Emergencial, firmado junto ao Tribunal de Contas.

Dos 38 leitos indisponíveis, 23 estão na ala adulto e 15 na ala pediátrica. Conforme o relatório da supervisão, o bloqueio se dá por falta de medicamentos e falta de médico cirurgião pediátrico.

O bloqueio do alto número de leitos de Terapia Intensiva impacta diretamente na taxa de ocupação hospitalar das UTIs pactuadas pela rede do Sistema Único de Saúde (SUS) em Mato Grosso. Nesta quarta-feira (24.02), foi registrada a ocupação de 81,44% dos leitos para adultos, mas no dia anterior era de 72,85%.

Também é importante ressaltar que os leitos de enfermaria do Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá registram 26% de ocupação, enquanto as enfermarias dos Hospitais Metropolitano e Santa Casa, também da Baixada Cuiabana, registram 81% e 58% respectivamente.

Nas últimas 24h foram 22 óbitos registrados, sendo que no dia anterior, o número foi de 43. Sendo assim, Mato Grosso chega, nesta quarta-feira (24), a 5.716 mortes e 246.469 casos confirmados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 351 internações em UTIs públicas e 356 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 81,44% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (52.822), Rondonópolis (18.741), Várzea Grande (15.622), Sinop (12.667), Sorriso (10.225), Tangará da Serra (9.903), Lucas do Rio Verde (9.256), Primavera do Leste (7.290), Cáceres (5.485) e Nova Mutum (5.037).

A Prefeitura se manifestou em nota:

Nota à imprensa

Em relação ao bloqueio de leitos de UTI no Hospital Referência à Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informa que:

- Está em processo de contratação do cirurgião pediátrico. Infelizmente, o profissional contraiu covid-19 e, desde o dia 20, está internado. O segundo médico que presta serviço na UTI pediátrica não tem condições de atender no plantão do colega por também trabalhar em outra unidade. 

- No último dia 23, houve uma falta momentânea de medicamento, problema que foi resolvido na quinta-feira (24), quando chegaram novos produtos.

- A SMS realiza o bloqueio temporário de leitos diariamente, devido à necessidade de manutenção de equipamentos. Nesta quinta-feira (25), a unidade está com sete dos 80 leitos de UTI Adulto em adequação. 

- A SMS informa que em nenhum momento deixou de prestar assistência médica aos pacientes que necessitaram de internação na unidade.

- Por fim, a secretária Ozenira Félix destaca que, mesmo diante de dificuldades no financiamento junto aos governos estadual e federal, a Secretaria Municipal de Saúde não tem medido esforços para manter todos os leitos disponíveis e assegurar à população cuiabana o atendimento adequado.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet