Olhar Direto

Sexta-feira, 16 de abril de 2021

Notícias / Cidades

​HOSPITAIS LOTADOS

Vídeo registra ambulâncias enfileiradas com pacientes com Covid-19 no Hospital Metropolitano

Da Redação - Vinicius Mendes

28 Fev 2021 - 08:37

Foto: Reprodução

Vídeo registra ambulâncias enfileiradas com pacientes com Covid-19 no Hospital Metropolitano
Um vídeo que circula na internet registrou um enfileiramento de ambulâncias no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. Mato Grosso já está quase sem vagas de UTI para Covid-19. A taxa de ocupação em UTIs para adultos já é de 87,11%. Em sete hospitais públicos já não há mais vagas.

Leia mais:
Oito hospitais estão sem vagas em UTI adulta; MT se aproxima dos 250 mil casos de Covid-19

O vídeo foi compartilhado pelo perfil do Poconet Notícias no Instagram neste sábado (27). Segundo o autor da gravação, desde cedo várias ambulâncias chegaram na unidade de Saúde.



De acordo com o Painel Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), a taxa de ocupação de UTIs no Hospital Metropolitano já é de 95%. No total, 76 pessoas estão internadas nas UTIs.

Em todo o Estado sete hospitais já estão sem vagas de UTI. Na Santa Casa de Rondonopolis, no Hospital Regional de Sorriso, no Hospital Regional de Peixoto de Azevedo e no Hospital Regional de Água Boa a taxa de ocupação é de 100%. Já no Hospital Regional Irmã Elza Giovanella, em Rondonópolis, e no Hospital e Maternidade São Lucas, em Juara, a taxa é de 110%. 

No Hospital e Pronto Socorro Municipal Milton Pessoa Morbeck, em Barra do Garças, a taxa é de 140%. Taxas superiores a 100% significam que foram improvisados leitos de UTI naquele hospital, para atender os pacientes até que sejam transferidos, com urgência.

Nota da SES

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) informa que há vagas para o tratamento da Covid-19 no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. O órgão estadual esclarece que a fila de ambulâncias ocorreu devido a uma precipitação das unidades de pronto atendimento quanto ao horário de transferência dos pacientes, que já havia sido agendado previamente. 

Para evitar que isso ocorra novamente, o hospital entrará em contato com as unidades para reforçar a importância de cumprimento dos horários agendados para transferências. Vale ressaltar que as transferências são agendadas com intervalo de 30 minutos entre um paciente e outro.

Com relação à taxa de ocupação no Estado, a SES pontua que a rede pública chegou a 87% de ocupação das UTIs destinadas ao tratamento do coronavírus. O Governo de Mato Grosso trabalha na ampliação da rede assistencial no estado e já viabilizou a abertura de 60 novos leitos públicos de UTI em 15 dias. Nos próximos dias, também serão ampliados outros 20 leitos de terapia intensiva.



Atualizada às 16h27.
 
 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet