Olhar Direto

Domingo, 09 de maio de 2021

Notícias | Política MT

Emergência sanitária

Mauro diz que medidas podem ser endurecidas caso cidadãos não respeitem ‘mini lockdown’

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Mauro diz que medidas podem ser endurecidas caso cidadãos não respeitem ‘mini lockdown’
O governador Mauro Mendes (DEM) pediu compreensão da população em relação às novas medidas restritivas que serão impostas à população a partir desta terça-feira (2). Segundo ele, caso as regras não sejam cumpridas e, assim, os números da pandemia não melhorem, as medidas podem ser, inclusive, endurecidas.

Leia também:
Entenda as regras do ‘mini lockdown’ que começa nesta terça-feira em MT

“Para evitar que chegue àquilo que muitos países chegaram. Dezenas de países pelo mundo a fora fizeram o lockdown total. O nosso é a partir das 19h, tem um impacto maior em algumas atividades, mas todos têm que estar em alerta, se não houver uma cooperação, que estamos pedindo com esse alerta, poderemos ter consequências maiores e com danos maiores para a economia e vida das pessoas”, afirmou Mendes, após reuniões na manhã desta segunda-feira (1).

“O decreto tem prazo de 15 dias, nada impedindo que na próxima semana façamos uma reavaliação parcial se as coisas estarem indo muito bem, poderemos flexibilizar, mas se não estiver nada bem, podemos até endurecer nas próximas semanas”, completou.

Segundo o novo decreto, as atividades comerciais podem funcionar das 5h às 19h de segunda a sexta-feira e das 5h às 12h aos sábados. Aos domingos, tudo deve estar fechado. Além disso, haverá toque de recolher a todos os cidadãos das 21h às 5h.

Há poucas exceções: farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de combustível e indústrias. Os cidadãos que forem flagrados pela Polícia Militar na rua deverão ter uma justificativa.

“O toque de recolher começa às 21h para dar um período para as pessoas terminarem suas atividades e chegar até suas casas. As pessoas terão que explicar, nas barreiras, os motivos de estarem nas ruas. Se não justificar, terão a determinação de retornar, se persistir, terão as medidas legais cabíveis para cada caso”, explicou o governador.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet