Olhar Direto

Quarta-feira, 14 de abril de 2021

Notícias / Política MT

Multa aprovada

Max Russi defende decreto estadual e diz que prefeito e governador precisam trabalhar unidos

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Max Aguiar

02 Mar 2021 - 14:39

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Max Russi defende decreto estadual e diz que prefeito e governador precisam trabalhar unidos
O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) Max Russi afirmou que as novas medidas sanitárias não-farmacológicas impostas em decreto pelo Governo de Mato Grosso são necessárias para tentar frear a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), e criticou o fato de o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirmar que não irá seguir as restrições na capital. Segundo Russi, Governo e Prefeitura deveriam trabalhar unidos neste momento.

Leia também:
Mesmo sob reclamações, AL aprova multa de R$ 10 mil a empresas que desrespeitarem restrições

Os deputados aprovaram, nesta terça-feira (2), mensagem do Executivo que previa multas de R$500 a pessoas físicas e R$ 10 mil a empresas que descumprirem o decreto, que passa a valer na quarta-feira (3).  “Foi um encaminhamento por parte do governo falando das dificuldades que está, pelos leitos de UTI... Mais de90% ocupado, uma preocupação muito grande, e alguma medida tem que ser tomada. Lógico que ninguém gostaria que fosse tomada uma medida como essa, de restrição, mas o momento pediu isso”, afirmou o presidente.

Segundo Max, mesmo com o esforço do Estado em abrir novos leitos de UTI, a ocupação continua alta. “Nós estamos, diferente de outros estados que fecharam tudo, tentando uma medida para os próximos quinze dias que possa, com isso, ter uma melhora nos índices de ocupação das nossas UTIs”, afirmou.

A respeito da resposta do prefeito Emanuel Pinheiro ao decreto estadual, o parlamentar afirmou que a relação entre prefeito e governador é prejudicial aos cidadãos. “A população está com um monte de incertezas, um monte de dúvidas, questão de emprego, questão de fechamento de empresas, enfim. Todo tipo de dúvida. Uma pandemia que está preocupando bastante a todos, porque estamos com uma ocupação muito grande de leitos de UTI... estados hoje, como Santa Catarina, mandando pessoas de leitos de UTI para o Espírito Santo, 50 pessoas na fila, o estado do Paraná no mesmo processo, vários estados totalmente lotados, Bahia totalmente fechado, então é bastante preocupante e nós precisamos trabalhar todos unidos, procurando soluções, é isso que a população vem cobrando dos políticos e a gente precisa nesse momento de líderes e lideranças liderando esse processo e convergindo para medidas e ações que possam dar um pouco de ânimo e tranquilidade à população”.

Na Assembleia, os trabalhos voltam a ser realizados na próxima segunda-feira (8), mas sem atendimento presencial ao público. “Nós queremos voltar na próxima semana, não atendimento, não vamos fazer atendimento presencial em respeito ao decreto estadual, para evitar as duas mil pessoas que visitam diariamente a Assembleia, mas para votar os projetos e fazer debates pelo menos de forma virtual”, afirmou Russi.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet