Olhar Direto

Segunda-feira, 19 de abril de 2021

Notícias / Política MT

EM ESTUDO

Kalil prepara decreto municipal seguindo decisão do Estado, mas com medidas mais rígidas

Da Redação - Airton Marques

02 Mar 2021 - 15:00

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Kalil prepara decreto municipal seguindo decisão do Estado, mas com medidas mais rígidas
Defendendo a adoção de medidas para o combate à Covid-19, o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB), tende a seguir o decreto estadual com restrição de horários para atividades econômicas e toque de recolher após as 21h. De acordo com o emedebista, ele e sua equipem elaboram um decreto municipal estabelecendo quais serão as regras a serem seguidas pelos moradores do município nos próximos dias.

Leia também:
Mesmo sob reclamações, AL aprova multa de R$ 10 mil a empresas que desrespeitarem restrições

“Vamos fazer o decreto acompanhando o Estado, mas com algumas medidas mais restritivas. Por exemplo, os espaços públicos a gente pretende restringi-los, pois a população vai fazer esportes, mas gera muita aglomeração; festas com número reduzido ou não ter as festas – está bem encaminhado para não ter eventos, mesmo os familiares. A gente estuda manter, para que possamos ter maior segurança em relação aos eventos, bares, restaures e outros empreendimentos que geram aglomeração”, disse, ao Olhar Direto.

Além de apertar o cerco contra aqueles que não seguem as orientações de combate à Covid-19, o prefeito afirma que a prefeitura também irá focar na fiscalização. “Temos 4 equipes de fiscalização, para que atuem durante toda a semana com bastante rigor. Orientando, notificando e multando se for o caso”.

Sobre a relação com o município vizinho, Kalil evitou polêmicas. Avalia que o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) irá adotar medidas necessárias para a realidade de Cuiabá, mas defende que haja restrições, para evitar que Várzea Grande seja prejudicada.

“Acredito que o prefeito Emanuel vai fazer um decreto que atenda as necessidades de Cuiabá. Mas as cidades se comunicam muito, espero que o prefeito faça decreto restringindo algumas atividades para que os moradores de Várzea Grande não vão para Cuiabá e os da Capital não venham para cá. Que entendam a necessidade desse período de 15 dias”, completou.

Conforme o decreto estadual que começa a valer nesta quarta-feira (3), de segunda à sexta, haverá a proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h. Aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia. A exceção fica por conta das farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia e telefone.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet