Olhar Direto

Terça-feira, 13 de abril de 2021

Notícias / Cidades

TEM QUATRO FILHOS

Mulher que sumiu após abordagem da PM é encontrada morta com mãos amarradas

Da Redação - Fabiana Mendes

08 Mar 2021 - 13:45

Foto: Divulgação - Núcleo de Pessoas Desaparecidas

Mulher que sumiu após abordagem da PM é encontrada morta com mãos amarradas
Desaparecida desde a noite de quarta-feira (3), Dayany Monteiro de Castro, de 30 anos, foi encontrada morta no final de semana perto da ponte Juscelino Kubitschek (JK), na Rodovia dos Imigrantes (BR-070), em Várzea Grande.  Ela foi vista pela última vez sendo abordada pela Polícia Militar no bairro CPA 2, em Cuiabá.

Leia mais:
Jornalista conta desafios de trabalhar com a filha de casa em meio à pandemia

A irmã da vítima, que mora em São Paulo, contou ao Olhar Direto que registrou um boletim de ocorrência no Núcleo de Pessoas Desaparecidas da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na última sexta-feira (5), dois dias após o desaparecimento de Dayany.

Conforme a ocorrência, ela teria sido presa pela Polícia Militar por tráfico de drogas, juntamente com outros suspeitos. Porém não havia dado entrada em nenhuma delegacia. Sem informações do que pode ter ocorrido, a família afirmou que irá entrar em contato com a Corregedoria da PM por conta da situação.

“Por mais que ela tenha cometido os erros, ela deveria ter sido presa e não aparecer morta como aconteceu. A gente não sabe o que aconteceu, o que fizeram, porque mataram”, disse. Dayany já foi presa pelos crimes de tráfico de drogas, receptação de roubo e associação criminosa. 

A irmã deve vir para Cuiabá nesta terça-feira (9), para fazer o reconhecimento do corpo no Instituto Médico Legal (IML). De acordo com análise preliminar, a vítima foi morta a pauladas e seu corpo localizado no sábado (6), pelo Núcleo de Pessoas Desaparecidas. Ela também estava com as mãos amarradas.

Dayany Monteiro tem quatro filhos, sendo dois meninos e duas meninas, com idades entre 3 e 12 anos. O caso passa a ser investigado pela DHPP. 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet