Olhar Direto

Sábado, 18 de setembro de 2021

Notícias | Meio Ambiente

volume ainda baixo

Kardec diz que problemas na baía de Chacororé não foram solucionados: ‘Agora a gente tem que apertar a Sinfra’

14 Mar 2021 - 16:48

Da Redação - Isabela Mercuri / Da reportagem local - Max Aguiar

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Kardec diz que problemas na baía de Chacororé não foram solucionados: ‘Agora a gente tem que apertar a Sinfra’
Mesmo após muito trabalho dos parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) e publicidade pela imprensa, o problema da Baía de Chacororé ainda não está solucionado. Segundo o deputado Allan Kardec, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) já deu autorização para os trabalhos, e agora é hora de cobrar ações da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra).

Leia também:
Intervenções dão resultado e volume de água na planície da Baía de Chacororé aumenta
 
“Não estão sanados os problemas na baía de Chacororé. Ainda bem que a chuva chegou, nós tivemos um volume de chuva altíssimo nessas primeiras semanas de março e isso favoreceu. [Mas] uma partezinha bem pequena do que era proposto pelo grupo de trabalho da Assembleia Legislativa foi feito pela Sinfra, especialmente na intervenção feita no estirão cumprido”, lamentou o parlamentar.
 
Segundo Allan, na região de Mimoso, onde fica o córrego Água Branca e outros córregos e corixos que alimentam a baía, não houve desobstruções. “Inclusive a desobstrução feita lá no estirão cumprido só foi feita nas cabeceiras e nas passagens das pontes. Precisa continuar desassoreando esses corixos até chegar em Chacororé. É um trabalho mais difícil? É. Mas se não desobstruir até chegar em Chacororé, essa água vai ser dispersada no campo, vai ficar banhado o alto e Chacororé ainda [vai ficar] com volume de água baixo. Ainda bem que a chuva chegou, deu uma ajudada, mas ainda tem muito o que se fazer”, declarou.
 
Nos últimos meses foram executadas obras emergenciais de limpeza, desobstrução e retirada dos aterros nos principais canais, corixos e pontes de madeira, presentes na estrada municipal do Estirão Cumprido. Eles estão localizados entre o Rio Cuiabá e a Baía de Chacororé e a nordeste da baía, regiões que têm influência na alteração da dinâmica hídrica superficial e subsuperficial e, consequentemente, na diminuição volumétrica das águas na Baía de Chacororé. Com isso, o volume de água aumentou, mas ainda não de forma suficiente, segundo o parlamentar.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet