Olhar Direto

Sábado, 12 de junho de 2021

Notícias | Política MT

INFLAÇÃO NOS PREÇOS

Botelho pede parecer do TCE para compra de oxigênio e alfineta MPE: “vão achar que estamos roubando”

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Botelho pede parecer do TCE para compra de oxigênio e alfineta MPE: “vão achar que estamos roubando”
A Assembleia Legislativa (ALMT) aguarda posicionamento do Tribunal de Contas (TCE-MT) para a compra de oxigênio e cestas básicas. A intenção é ter segurança jurídica contra eventual questionamento judicial. O primeiro-secretário da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM), afirma que o Legislativo já iniciou o levantamento para a compra de cilindros, mas que o preço cobrado atualmente é um impeditivo.

Leia também:
Após pressão do setor, Estado garante 5% de cada lote de vacinas a profissionais de segurança

“Queremos participar, mas temos limitadores. Estamos fazendo processo para a compra de oxigênio, mas há barreira na questão do preço. A pronta entrega, oxigênio está quase o dobro do que foi comprado pelo governo do estado, daí ficamos numa situação de comprar ou não. Eu defendo a compra, mas daqui a pouco o Ministério Público Estadual (MPE) entra com processo, achando que estamos roubando, tendo desvio”.

Botelho também ressalta que a compra de cestas básicas também pode ser questionada pelo MPE. Por conta disso, defende que tais ações passem por votação interna, para evitar que apenas os membros da Mesa Diretora sejam acionados. A intenção é auxiliar cerca de 30 mil famílias. “Se vai ter problema, que seja para os 24 deputados e não só para o Max Russi (presidente) e eu”.

Por fim, Botelho cobrou maior ajuda do agronegócio, um dos únicos setores que não tiveram prejuízo durante a pandemia da Covid-19.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet