Olhar Direto

Quinta-feira, 06 de maio de 2021

Notícias | Cidades

rostos da pandemia

Tenente Lara, médica grávida, professor e servidor morrem de Covid-19

Foto: Reprodução

Tenente Lara, médica grávida, professor e servidor morrem de Covid-19
O militar aposentado Juvelino da Silva Lara, conhecido como Tenente Lara, a médica Cibele Bento Rodrigues, de 38 anos, o professor Luiz Carlos Simon, 39, e o servidor público Fernando Ponce, agora integram a estatística de mais de 8.230 mortos pela Covid-19 em Mato Grosso.

Leia também:
Pastor é preso acusado de estuprar amiga da filha de apenas 13 anos

Personalidade conhecida dos cuiabanos que trabalhou como comentarista do Programa Cadeia Neles, da TV Gazeta (atual Vila Real), Tenente Lara faleceu na madrugada desta quarta-feira (7), na região metropolitana de Cuiabá.

Já a médica Cibele Bento Rodrigues, de 38 anos, grávida de oito meses, estaria na cidade de Barra do Garças para consultar com um médico pois teria apresentado alguns sintomas da doença. Na madrugada de terça-feira (6), ela teve falta de ar e foi transferida para o Pronto-Socorro, onde faleceu. A equipe médica realizou o parto de emergencial e salvou o bebê.     

Luiz Carlos Simon, carinhosamente chamado pelos amigos e familiares de Chuck, também é uma das vítimas do vírus. Começou a praticar esporte ainda criança nas escolinhas de handebol da Prefeitura de Sinop. Aptidão pelo esporte, o levou a cursar educação física, sendo bacharel e licenciado na área. Como atleta e treinador de handebol, conquistou inúmeros títulos, regionais e nacionais, sagrando-se destaque no esporte na cidade.

Luiz Simon era servidor público municipal há 19 anos. Atualmente era treinador de handebol e diretor técnico da gerência de esportes. Simon era uma pessoa simples, tinha um ótimo relacionamento interpessoal e além da paixão pelo esporte, adorava fazer trabalhos sociais. Anualmente se vestia de papai noel e fazia a alegria das crianças nos bairros de Sinop.

O servidor da Prefeitura da Várzea Grande, Fernando Ponce, morreu em Cuiabá. Após a perda da mãe, Eloisa Ponce, Fernando lutou por 14 dias em busca de um leito de Unidade de Terapia Intensiva. Conseguiu com o apoio da sua família, porém, faleceu na noite da última segunda-feira (05), devido às complicações decorrentes do coronavírus.
 
Fernando foi amado por seus dois filhos, Simone e Flávio Ponce. A família Ponce e a esposa, Cleia Taveira, agradeceram o carinho e as orações neste último mês.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet