Olhar Direto

Sábado, 08 de maio de 2021

Notícias | Política MT

interior do estado

João Batista relata problemas com prefeitos para vacinação da segurança pública

14 Abr 2021 - 17:15

Da Redação - Isabela Mercuri / Da reportagem local - Airton Marques

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

João Batista relata problemas com prefeitos para vacinação da segurança pública
Apesar de o Governo do Estado já ter autorizado e, inclusive, determinado a garantia de 5% das doses de vacina dos próximos lotes para a imunização da segurança pública, o deputado estadual João Batista (PROS) afirmou que alguns prefeitos e secretários municipais de saúde do interior não estão cumprindo as determinações. Dentre os municípios estão, por exemplo, Chapada dos Guimarães, Diamantino e Juara.

Leia também:
Mais 1.400 servidores da Segurança Pública serão vacinados no sábado
 
“O mais difícil a gente já conseguiu, que foi fazer com que o Governo do Estado publicasse uma resolução garantindo 5% dessas vacinas para as forças de segurança. Agora, nós estamos com alguns problemas com municípios, com os prefeitos e secretários de saúde que ainda alegam não ter recebido as doses, e também falta a organização de pegar essa lista da Secretaria de Segurança Pública e vacinar por idade, e não por instituição da segurança pública”, afirmou o parlamentar na quarta-feira (14).
 
Em Cuiabá, segundo Batista, o problema inicial já foi contornado, e nesta semana serão vacinados os profissionais que nasceram até 1976. Já no interior, falta interlocução entre a Secretaria de Segurança Pública e os secretários de saúde. “Durante essa semana eu tenho conversado com alguns prefeitos, alguns secretários de saúde, pedindo interferência, inclusive, de vereadores do interior, para que eles busquem essa resolução junto ao Secretário de Saúde do Estado e também acionem para que recebam as doses e passem a vacinar os operadores de segurança pública”, afirmou.
 
Dentre as alegações dos municípios está a de que não receberam as doses para este grupo. No entanto, segundo o deputado, eles poderiam usar a reserva técnica e repô-la assim que o Estado enviasse novas vacinas. “Acredito que quanto antes esses municípios fizerem essa imunização, mais cedo eles vão ter tranquilidade para que as forças de segurança continuem trabalhando. Nós estamos vendo muitos profissionais de segurança pública pedindo para ficar em casa por causa de questão de comorbidades, e isso atrapalha o trabalho inclusive dos prefeitos, que precisa manter a segurança das unidades, principalmente com relação às aglomerações, eles perdem forças no município”, finalizou Batista.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet