Olhar Direto

Terça-feira, 22 de junho de 2021

Notícias | Ciência & Saúde

SÓ URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

Coordenadora de Saúde Bucal recomenda adiar procedimentos estéticos durante a pandemia

Foto: Reprodução

Coordenadora de Saúde Bucal recomenda adiar procedimentos estéticos durante a pandemia
A coordenadora de Saúde Bucal em Cuiabá, Roseli Barranco, recomenda adiar procedimentos estéticos, como clareamento dental e lentes de contato, durante a pandemia do novo coronavírus. Para Roseli, em entrevista ao Olhar Direto, o paciente deve procurar atendimento com os dentistas apenas em casos de urgência ou emergência, conforme já recomendado para a categoria.

Leia também: 
Nove crianças desenvolveram síndrome rara associada à Covid-19 em Mato Grosso


“A pandemia afetou a todos não só a economicamente, mas também a saúde. Acredito que hoje o agravamento da saúde bucal em geral está bem pior do que no ano passado. Aconselho que a população volte aos poucos [aos consultórios], de forma segura. É claro que [tem] tratamento que dá para esperar, como tratamentos estéticos como clareamento, lentes de contato, algo que não vai prejudicar em nada a função mastigatória, a gente pede que espere por questões de segurança”.

Roseli esclarece que em casos como dor ou outras complicações o paciente deve procurar por ajuda profissional. O cirurgião dentista trabalha com uma das principais portas de entrada para a covid-19, a boca, então todos os cuidados precisam ser tomados para evitar a infecção dos profissionais de saúde e pacientes.

“Nós, diferente das outras especialidades, trabalhamos com a boca do paciente aberta, onde expõe os aerossóis que circulam no ar, em nossos consultórios, colocando em risco a saúde do cirurgião dentista, embora acho que 100% da classe está vacinada, mas coloca em risco o próximo paciente a ser atendido, embora temos medidas de biossegurança”.

Cuidados durante a entubação

Roseli revela que mesmo pacientes diagnosticados com covid-19 e estão entubados precisam passar por uma manutenção bucal. A boca é a porta de entrada para diversas doenças e por isso necessita de uma atenção especial para evitar a contração de outras enfermidades no futuro.

“Existem bucomaxilos que fazem esse monitoramento. É feito uma higienização com laser. Existem os bucomaxilos dentro das unidades de terapia intensiva (UTIs) que cuidam desse requisito. É muito importante porque tudo está no ar. A gente sabe que as bactérias de boca  se transformam em um transtorno via sistêmica”, explica. 

Reestruturação

Roseli é coordenadora da Saúde Bucal em Cuiabá. O órgão é responsável por fazer o monitoramento do atendimento e funcionamento desde a parte física e estrutural de unidades clínicas, como também levar à Secretaria de Saúde demandas na área que precisam ser resolvidas.

Com a pandemia do novo coranavírus, a coordenadora explica que a Saúde Bucal em Cuiabá está passando por uma reestruturação. “A pandemia traz muitas coisas negativas, mas traz esse tempo que a gente não teria para gente planejar. A gente acredita que passando a pandemia, estaremos prontos para iniciar um trabalho de atendiemnto de eficácia”.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet