Olhar Direto

Terça-feira, 22 de junho de 2021

Notícias | Política MT

REBATEU MAURO

Deputado afirma que taxação prejudica classe média e isenção poderia levar energia solar aos mais pobres

Foto: Olhar Direto

Deputado afirma que taxação prejudica classe média e isenção poderia levar energia solar aos mais pobres
O deputado estadual Faissal Calil (PV) rebateu a fala do governador Mauro Mendes (DEM) de que somente os mais ricos têm acesso a energia solar, e afirmou que a mais prejudicada com a taxação é a classe média. Ele ainda afirmou que caso houvesse incentivo fiscal no estado, este tipo de energia poderia chegar inclusive aos mais pobres.

Leia também:
“Mais ricos têm condição de colocar e não querem pagar nada?”, questiona Mauro sobre isenção à energia solar

“A pessoa que tem dinheiro quando vai comprar um carro caro, de luxo, ela não pergunta quantos quilômetros o carro faz por litro, porque para ela isso não faz diferença. Gasta R$ 500 mil num carro, ela não pergunta. Quem faz economia para ter energia solar, para sobrar um pouco de dinheiro e dar conforto para sua família é a classe média que está sendo prejudicada”, afirmou Faissal na última quarta-feira (12).

“E o que nós queremos é que o incentivo seja melhor para chegar até a classe mais pobre, aí iríamos melhorar nossa economia. Quem é rico, milionário, não está nem aí. Quem desliga o ar condicionado para a conta vir mais barata é a classe média e pobre, esses que estão sendo prejudicados”, completou.

A fala de Mauro veio após questionamento sobre a possibilidade de isentar o ICMS da energia solar. O governador respondeu que os “mais ricos têm condições de colocar e não querem pagar nada. Mauro ainda afirmou que iria esperar uma resposta do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) para dizer se a isenção era ou não viável.

O projeto de lei que prevê a isenção do ICMS para a energia solar, de autoria do deputado estadual Faissal Calil (PV), foi retirado de pauta na sessão da última quarta-feira (12). O autor e o presidente da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado Max Russi (PSB), decidiram dar um “voto de confiança” ao governador Mauro Mendes (DEM) e aguardar a reunião do (Confaz), que deve acontecer no próximo dia 25 de maio.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet