Olhar Direto

Sexta-feira, 27 de maio de 2022

Notícias | Cidades

Enviado à Funai

Virginia Mendes participa de entrega de primeiro projeto de Turismo Cultural do povo Paresi

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Virginia Mendes participa de entrega de primeiro projeto de Turismo Cultural do povo Paresi
A primeira-dama Virginia Mendes participou, na tarde desta sexta-feira (21), da entrega do primeiro Plano de Visitação do projeto de Turismo Cultural do povo Haliti Paresi feito à sede da Fundação Nacional do Índio (Funai), em Cuiabá. O documento é de autoria da comunidade da aldeia Wazare, localizada na Terra Indigena (T.I.) Utiarati, no município de Campo Novo do Parecis (389 km de Cuiabá), que há 10 anos desenvolve um projeto de turismo cultural e sustentável.

Leia também:
Projeto de lei coloca professores, quilombolas, indígenas e ribeirinhos com prioridade em vacinação

O Plano de Visitação foi realizado pela Aldeia Wazare em conjunto com a Funai, Operação Amazônia Nativa (Opan) e The Nature Conservancy (TNC), organização internacional, sem fins lucrativos, líder na conservação da biodiversidade e do meio ambiente. Neste momento, o texto foi enviado à sede da Funai em Brasília, que deve sancionar ou não o projeto.

O cacique da aldeia, Rony Walter Azoinayce Pareci, foi quem convidou a primeira-dama, por quem disse ter grande gratidão pelo apoio dado ao empreendimento comunitário, econômico, cultural e sustentável do seu povo desde que ele começou a ser executado. Na ocasião, a liderança falou sobre a importância que a iniciativa tem para formalizar o primeiro projeto de turismo dos Paresi, que já é desenvolvido desde 2011. 

“Um marco histórico para nossa região, para o nosso povo Haliti Paresi, principalmente para a região de Campo Novo do Parecis, que é a entrega do nosso primeiro Plano de Visitação do nosso Projeto de Turismo, um turismo que é trabalhado com responsabilidade, visando autossustentabilidade, com a parceria do município, hoje do estado, da Funai. Isso é um sonho de 10 anos que vem sendo concretizado hoje”, declarou o cacique. 

Virginia Mendes, por sua vez, falou sobre a relação de respeito e admiração que possui com os Paresi e prometeu entregar nos próximos meses, cursos de capacitação para a comunidade Haliti Paresi.  A primeira-dama destacou ainda que a gestão do governador Mauro Mendes (DEM) tem se colocado à disposição para o diálogo e demandas de demais etnias do estado. 

“Eu quero dizer pra vocês que o estado de Mato Grosso está sempre a disposição, de portas abertas, o governador [Mauro Mendes] tem muita simpatia por vocês também. Nós gostamos muito [de vocês] e vocês sempre vão ter aqui no estado, com o governador Mauro Mendes a portas abertas pra vocês, tudo que vocês precisarem, todas as reivindicações que vocês precisarem , a gente tá aberto pra ouvir e fazer o que for possível", declarou a primeira-dama. 

O coordenador regional da Funai em Mato Grosso, Benedito Leocádio de Campos Filho, também esteve na cerimônia, e destacou que o projeto ocorre segundo a Instrução Normativa 003/2015 — documento que regulamenta e autoriza o turismo em terras indígenas. 

“Hoje celebramos a entrega do protocolo do primeiro plano de visitação, integrante do projeto turístico cultural em território Haliti Paresi, junto à Funai, em conformidade com a instrução normativo 03 de 2015. Enquanto representante da Funai, externo meu orgulho, apoio e confiança depositada ao cacique Rony e em toda a comunidade Paresi que acredita no empreendimento comunitário, econômico, cultural e sustentável", disse Leocádio. 

"Valorização dos Povos Indígenas"



O encontro também foi marcado pela entrega da edição de março da revista Camalote, que abordou em suas páginas a "Valorização dos Povos Indígenas", aos Haliti Paresi. Segundo Lauristela Guimarães, editora da revista, esta edição se propôs a ambientalizar o turista no território da comunidade Paresi. Ela disse ainda, sobre o objetivo de apresentar para o público interessado no turismo ecológico, as possibilidades que podem ser encontradas no estado de Mato Grosso. 

"Nós trabalhamos sob o ponto de vista da vivência deles, nós estamos ajudando a produzir o roteiro pra você enquanto turista, quando você chega o que que você faz, como você é pintado, quem pinta você, o significado de cada adorno que você turista usa, quem pode te pintar. Isso contempla no roteiro todas as vivências. A gente tá mostrando que você indo nessas comunidades onde o turismo já está formatado você tem a possibilidade de viver um dia como eles vivem, isso é inesquecível, tomar banho em águas límpidas e transparentes tão bonitas quanto as do caribe, aqui pertinho, menos de 400 km de Cuiabá”, disse Lauristela. 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet