Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Notícias | Cidades

obras lançadas

Nova ETE impedirá a chegada de 200 toneladas de esgoto por mês ao rio Cuiabá, diz vice-prefeito

10 Jun 2021 - 11:07

Da Redação - Isabela Mercuri / Do local - Airton Marques

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Nova ETE impedirá a chegada de 200 toneladas de esgoto por mês ao rio Cuiabá, diz vice-prefeito
A Prefeitura de Cuiabá lançou na manhã desta quinta-feira (10) as obras de implantação do Sistema Lipa de Esgotamento Sanitário. Composto por 220 quilômetros de redes coletoras, três estações elevatórias e uma estação de tratamento, o SES Lipa beneficiará 126 mil pessoas, em 77 bairros. Segundo o vice-prefeito José Roberto Stopa (PV), a nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) vai impedir a chegada de 200 toneladas de esgoto por mês ao rio Cuiabá.

Leia também:
Busca por vacinação contra a gripe segue baixa e Prefeitura faz chamamento a grupos prioritários

“Essa ETE vai recolher diariamente em torno de sete toneladas. Se formos multiplicar isso por 30, são mais de 200 toneladas que deixam de ir no córrego Ribeirão do Lipa e consequentemente deixam de ir para o rio Cuiabá. Só essa ETE deixa de levar ao Rio Cuiabá 200 toneladas de esgoto por mês”, comemorou Stopa. Ainda de acordo com o vice, a previsão da Prefeitura é de que até 2024 Cuiabá esteja entre as vinte cidades brasileiras com maior índice de tratamento de esgoto.

A nova ETE irá atingir mais de 75 bairros. O projeto de ampliação do saneamento básico é feito pela Prefeitura junto ao Ministério Público e à Águas Cuiabá. “Isso significa qualidade de vida, significa um investimento indireto na saúde, significa melhoria da saúde da população, na verdade nós vamos ter daqui a pouco tempo, em 2024, uma cidade completamente diferente. E o que é mais importante disso, que nós estamos contribuindo sobremaneira para a vida do Rio Cuiabá, do Rio Coxipó, e começa-se a se chegar uma hora que os municípios da baixada cuiabana, Barão, Santo Antônio e todos os municípios que circundam o Vale do Rio Cuiabá a ter esse mesmo investimento para que a gente possa ter o rio Cuiabá vivo, porque sem dúvida nenhuma o Rio Cuiabá é a nossa maior riqueza natural”, argumentou o vice.

Atualmente, a Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec) é responsável por regular o saneamento básico do município, e a Águas Cuiabá por fazer e executar a obra. “O que a Prefeitura faz e continua fazendo é [ser] o agente fiscalizador, o determinador das políticas públicas. É uma política pública que nasce da Prefeitura, do bojo da Prefeitura, mas cabe à Águas Cuiabá que está fazendo com extrema competência. Às vezes eu ouço pela rua dizer ah, Cuiabá está toda esburacada, essa Águas Cuiabá só faz buraco, e tem que fazer, para que tenhamos uma cidade com alto índice de tratamento de esgoto nós temos que ter esses buracos”, finalizou.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet