Olhar Direto

Quarta-feira, 23 de junho de 2021

Notícias | Cidades

tiros na cabeça

Mortos em confronto com o Bope, bandidos do 'Novo Cangaço' estavam com roupas militares; veja vídeo

Foto: Reprodução

Mortos em confronto com o Bope, bandidos do 'Novo Cangaço' estavam com roupas militares;  veja vídeo
Os quatro criminosos do grupo que assaltou duas agêncais na cidade de Nova Bandeirantes (1.026km de Cuiabá), na modalidade conhecida como 'Novo Cangaço' e mortos na última quinta-feira (10), em confronto com o Batalhão de Operações Especiais (Bope), estavam utilizando roupas militares. Eles atiraram contra os policiais, que revidaram. As equipes ainda tentaram prestar socorro, mas quatro acabaram indo a óbito.

Leia mais:
Sesp confirma morte de quatro assaltantes de banco em ação do Bope; R$ 167 mil recuperados

O Bope foi acionado pela Força Tática, após os criminosos evitarem uma barreira e fugirem em uma caminhonete.  Os policiais do Bope coletaram as informações e foram em busca dos suspeitos no meio da mata. Em dado momento, a equipe do Bope foi surpreendida por disparos de arma de fogo e iniciou-se um confronto armado. Quatro suspeitos foram atingidos.



Vídeos ainda mostram as equipes especializadas da Polícia Militar dando socorro aos criminosos, que foram levados na própria viatura, já que o local em que houve o confronto é de difícil acesso. 

Em fotos, que não serão publicadas pelo Olhar Direto, é possível notar que pelo menos dois dos criminosos foram atingidos por disparos na cabeça e também em outras partes do corpo. 

Com os bandidos foram encontradas roupas militares, armas e parte do dinheiro do roubo. As buscas, iniciadas há 6 dias, vão continuar até chegar a todos os envolvidos no crime da modalidade de Novo Cangaço.

A operação também continua por tempo indeterminado, com barreiras e incursões nos locais onde houve relatos de indícios e informações de presença de criminosos.

O caso do roubo às cooperativas está sob investigação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) da Polícia Judiciária Civil.

 

Comentários no Facebook

Sitevip Internet