Olhar Direto

Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Notícias | Cidades

FAZ ALERTA

Jovem de 19 anos contrai fungos no pulmão por uso de narguilé e passa por cirurgia em Cuiabá

Foto: Reprodução

Jovem de 19 anos contrai fungos no pulmão por uso de narguilé e passa por cirurgia em Cuiabá
A moradora de Cuiabá, Livian Monteiro, 19 anos, contraiu fungos no pulmão por uso de narguilé e teve que ser submetida a uma cirurgia de alto risco na última segunda-feira (14). Ainda não há previsão para que ela tenha alta médica.

Leia também:
Com queda de 45% no regime de chuvas, cidade de MT decreta situação de emergência hídrica

Livian teve aspergilose, uma infecção causada por esporos inalados de um fungo presente no ambiente. Os esporos germinam e se transformam em hifas, que entram nos vasos sanguíneos, podendo causar necrose hemorrágica e até infarto.

Ao Olhar Direto, Livian contou que descobriu os fungos através de um exame de tomografia analisado por um pneumologista, depois de sentir falta de ar e febre por um apenas um dia.

Apesar de ter começado a fumar com 16 anos, não fazia uso de narguilé com frequência. Por conta dos fungos, passou por uma lobectomia de seis horas para remover as partes afetadas que poderiam se espalhar para os outros órgãos do corpo.  

“Tive muito medo de não conseguir operar a tempo”, contou. “Jovem não costuma pensar no amanhã e sim no agora. Então, jamais pensou pela minha cabeça que poderia acontecer comigo”, disse.

Em recuperação, Livian precisa usar um dreno 24 horas por dia. “Preciso ficar com um dreno o tempo inteiro e carregar ele para onde for. Então para amenizar essa dor é aplicado morfina. A morfina em algumas pessoas da reação alérgica e causa coceira. Em mim deu. Me cocei tanto a ponto de me arranhar toda”, lembra.

Em fotos compartilhadas em seu perfil no Instagram, Livian mostra o pulmão com grande quantidade de fungos que, conforme ela, poderiam ter causado uma infecção generalizada.

As possibilidades são de que ela contraiu os fungos através da água na narguilé, pelo recipiente mal lavado ou alguém já contaminado que tenha compartilhado a mangueira com ela.

Livian também pede que as pessoas sejam cuidadosas com o uso da narguilé em tabacarias e lounges. “E o alerta que eu deixo e que as pessoas fiquem atentos a água que colocam no narguilé, ao jeito que lavam, e principalmente não compartilhar com outras pessoas, por que a gente não sabe se o nosso amigo está portando fungos ou não”, finaliza.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet