Olhar Direto

Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Notícias | Política MT

PROJETO AO PAIAGUÁS

Emanuel não está nos planos do MDB e eleição deve polarizar entre Mauro e candidato de Bolsonaro, avalia Janaina

22 Jun 2021 - 17:51

Da Redação - Airton Marques / Do Local - Max Aguiar

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Emanuel não está nos planos do MDB e eleição deve polarizar entre Mauro e candidato de Bolsonaro, avalia Janaina
Vice-presidente regional do MDB, a deputada estadual Janaina Riva avalia que a eventual candidatura do prefeito Emanuel Pinheiro ao Palácio Paiaguás seria um risco ao partido, que hoje integra a base do governador Mauro Mendes (DEM) e tende a continuar no palanque do democrata, em eventual candidatura à reeleição em 2022.

Leia também:
Motorista é preso após ser flagrado transportando meia tonelada de cocaína em compartimento falso de caminhão

O alinhamento com Mauro, de acordo com a parlamentar, também leva em consideração pesquisas internas que mostram boa avaliação do democrata. Janaina ressalta que as mesmas pesquisas revelam que a candidatura de Emanuel, que tem mandato até 2024, não “tem condições de acontecer”.

“O partido tem convicção disso, não dá para brincar com um partido como o MDB. O MDB vai conversar com todos os partidos. As pesquisas também mostram que a candidatura de Emanuel não tem condições de acontecer. Pelo menos não dentro do MDB, ele pode procurar outro partido para ser candidato. O MDB hoje não tem interesse na candidatura dele. É um quadro em Cuiabá, mas estadualmente, o comando é nosso e a gente não entende como uma candidatura viável”, declarou.

O MDB hoje não tem interesse na candidatura dele. É um quadro em Cuiabá, mas estadualmente, o comando é nosso e a gente não entende como uma candidatura viável

Apesar de não confirmar pré-candidatura e a oposição dentro do próprio partido, Emanuel afirma que sua eventual disputa ao Paiaguás é um sentimento que tem surgido no meio político e popular. Garante que tem recebido uma série de convites para reuniões no interior e que nas próximas semanas deve dedicar o final de semana para tais viagens.

“O partido não tem interesse em ter ele (Emanuel) candidato, não tem boa relação com ele à frente da prefeitura. Não é interessante para o partido priorizar o projeto dele. Vai priorizar as candidaturas proporcionais, isso já está definido. Projeto majoritário não é descartado, mas com uma chapa que tenha viabilidade. Em nossa opinião ele não tem. O partido já deixou claro pra ele que se o projeto é ser candidato a governador, tem que procurar outra sigla”, afirma Janaina.

Janaina, no entanto, não acredita em tal movimento. Afirma que a tendência é de que a eleição do próximo ano seja polarizada entre Mauro e o candidato apoiado pelo presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), que tem grande apoio dos mato-grossenses.

Pela direita, alguns nomes começam a se articular. Entre eles a do ex-prefeito de Sorriso, Dilceu Rossato (Republicanos), que busca as bênçãos de Bolsonaro para disputar o Paiaguás.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet