Olhar Direto

Sexta-feira, 23 de julho de 2021

Notícias | Política MT

Denúncia de Emanuel

Janaina cita investigação contra líder do governo e diz acreditar em independência da Deccor

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Janaina cita investigação contra líder do governo e diz acreditar em independência da Deccor
Após o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) ter acusado a Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor) de trabalhar à serviço do Governo do Estado, a deputada estadual Janaina Riva (MDB) afirmou, nesta quarta-feira (23), que acredita na independência dos delegados e citou como exemplo a investigação contra o líder do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Dilmar Dal Bosco (DEM).

Leia também:
Emanuel pede investigação contra delegados da Deccor por suposto aparelhamento e perseguição política

“Até onde eu sei a Deccor é muito respeitada no estado de Mato Grosso, eu nunca vi ninguém levantar suspeitas acerca do comportamento dos delegados. E o questionamento do prefeito, é claro que faz parte da política, a gente ouve muito, mas eu conheço o trabalho da Deccor desde que entrei aqui e nunca tinha visto nenhum posicionamento semelhante de que havia perseguição ali dentro”, afirmou a parlamentar, logo após sessão da Assembleia Legislativa.

“Não acho que os delegados também façam aquilo que o governador determina, se não nós não teríamos visto, como a gente viu no passado, a própria Deccor fazendo ações de combate à corrupção dentro do governo do qual eles faziam parte. Então a gente sente uma independência muito grande por parte da Deccor e eu tenho certeza que isso vai ficar comprovado no decorrer dessa apuração da denúncia do prefeito. O próprio líder do governo, Dilmar, sofreu uma ação da própria Deccor, então é difícil falar que tem envolvimento do governo numa ação como essa. Eu não acredito”, completou.

Na última terça-feira (22), o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) protocolou pedido para que a corregedor-geral da Polícia Judiciária Civil (PJC-MT) apure a suspeita de uso político da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor), por parte do delegado Eduardo Augusto de Paula Botelho, que, por questões políticas, estariam promovendo perseguição à sua gestão. O emedebista denunciou suposto alinhamento do delegado com o governador Mauro Mendes (DEM), notadamente adversário político do prefeito da capital mato-grossense.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet