Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Notícias | Meio Ambiente

SEMA VAI INVESTIGAR

Vídeo mostra grande quantidade de peixes mortos no Lago do Manso; trabalhadores culpam a água da região

Foto: Reprodução

Vídeo mostra grande quantidade de peixes mortos no Lago do Manso; trabalhadores culpam a água da região
Começou a circular nas redes sociais um vídeo registrado por um pescador de uma grande quantidade de peixes mortos no Lago do Manso (90 km de Cuiabá). No registro, os trabalhadores da região estimam uma quantidade de 40 toneladas de peixes mortos no local. Empresários que atuam na região afirmam que a água do local pode estar contaminada. 

Leia mais: 
Pesquisa aponta macaco-prego como espécie com maior mortalidade durante os incêndios no Pantanal em 2020

No vídeo é possível observar uma grande rede de pesca lotada de peixes mortos. Além da rede, os pescadores também utilizam um barco para conseguir recolher a grande quantidade de animais mortos. 

Ainda no vídeo os trabalhadores comentam sobre a quantidade de peixe encontrado morto na região.  “40 toneladas de peixe morto. É complicado né?”, diz um dos pescadores. 
 

A Secretaria de Estado  de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema-MT) foi procurada para comentar o assunto. Em nota, a pasta afirmou que já tomou conhecimento do caso e vai verificar o que de fato está ocorrendo. Sobre o vídeo, a Secretária relatou que no registro é possível ver um “criadouro particular em tanque rede, que nada tem a ver com a ictiofauna natural da região”.

Leia a íntegra da nota: 

"A Sema-MT acaba de tomar conhecimento da suspeita da morte de peixes no Manso, e vai verificar a ocorrência. Cabe esclarecer que no vídeo que circula nas redes sociais parece um criadouro particular em tanque rede, que nada tem a ver com a ictiofauna natural da região. Outra observação é que o fenômeno aparenta ser ocasionado por desestratificação térmica - que significa a falta de oxigênio na superfície por troca térmica da superfície com água mais profunda."
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet