Olhar Direto

Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Notícias | Cidades

Mãe viajava

Menina de 11 anos é agredida com facão e estuprada durante 40 dias pelo próprio pai

Menina de 11 anos é agredida com facão e estuprada durante 40 dias pelo próprio pai
Uma menina de 11 anos de idade foi estuprada pelo próprio pai durante 40 dias, no bairro Jardim Imperial, em Sinop (481 km de Cuiabá). A denúncia foi feita neste domingo (25) pela mãe da menor que, após desconfiar do comportamento da filha em vídeochamadas, voltou de uma viagem que fazia ao estado do Maranhão, e resgatou a criança da casa. Após a denúncia, o suspeito fugiu e até o momento não foi encontrado. 

Leia também:
Soldado da PM morre após ser agredido com socos e chutes na cabeça em distribuidora; veja vídeo

De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi solicitada pelo Conselho Tutelar para atender um caso onde uma criança estava sendo vítima de estupro pelo próprio pai. Em posse da informação, os agentes da corporação se deslocaram até o endereço informado.

No local, o conselheiro tutelar informou que estava caminhando pela rua, quando se deparou com a mãe da vítima, dizendo que havia chegado no domingo (25) do Maranhão, e que estava sendo ameaçada e mantida em cárcere privado pelo suspeito desde às 16h. 

Aos militares, a genitora da criança disse que estava há 40 dias na cidade de Lago da Pedra, no Maranhão, e que a filha teria ficado na casa do pai. Conversando por videochamada, em uma dessas ligações a mulher percebeu que a criança estava chorando, momento que o homem, então, desligou a chamada. 

A mulher continuou ligando para a filha, porém, as chamadas estavam sendo rejeitadas. Preocupada,  a mãe da vítima voltou para Sinop neste domingo. Em conversa com a genitora, a menina, então, relatou que estava sendo abusada sexualmente diariamente pelo pai, que a fazia graves ameaças, caso ela o denunciasse.

À mãe, a criança disse também que apanhou do pai duas vezes de facão, isso porque recusou manter relações sexuais com o agressor. O facão era frequentemente utilizado por ele como forma de ameaça, conforme informou a criança.
 
Diante do relato, a genitora da menor conseguiu fugir da casa com a filha e pedir socorro na rua. Pessoas que moram na região tentaram capturar o pai da menina, porém, ele fugiu, pulando muros e partindo em direção não identificada.

Policiais militares realizaram buscas na casa e encontraram uma plantação com dois pés de maconha. A criança e a mãe, por sua vez, foram encaminhadas para  a Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis. O agressor até o momento da publicação desta matéria não foi localizado.  
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet