Olhar Direto

Quinta-feira, 09 de dezembro de 2021

Notícias | Cidades

Com documentos falsos

Foragidos da justiça, três lideranças criminosas do Amapá são presos pela PRF em MT

Foragidos da justiça, três lideranças criminosas do Amapá são presos pela PRF em MT
Três lideranças criminosas do estado do Amapá foram presas no último domingo (25) no km 211 da BR-364, no município de Rondonópolis (216 km de Cuiabá). A detenção foi realizada durante fiscalização de combate ao crime, onde foi constatado que o trio possuía mandados de prisão expedidos em seu desfavor. Dois dos homens também apresentaram documentos falsos. 

Leia também:
Suspeito de homicídio morre após entrar em confronto com a Força Tática

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a ocorrência foi registrada por volta de 16h. Na ocasião, os agentes da corporação abordaram uma caminhonete, modelo Hilux, de cor preta, ocupada por quatro passageiros, incluindo o condutor.

Durante a abordagem foi solicitada a documentação de todas as pessoas do veículo, sendo apresentadas, então, duas carteiras de habilitação e duas carteiras de identidade. Os documentos de identidade, porém, eram falsos.

Aos militares, um dos homens disse que estava foragido da polícia e que apresentou o documento falsificado por orientação da sua advogada. 

Após ter informado o seu verdadeiro nome, foi confirmado o mandado de prisão em seu desfavor. O outro homem que apresentou o documento falso também possuía mandado de prisão em aberto, com validade até 16 de abril de 2033.

Um terceiro homem, que também estava dentro da caminhonete, embora não apresentasse documentos falsos, também tinha um mandado de prisão em seu desfavor.

Apenas o quarto integrante do veículo não tinha pendência com a lei e não estava na flagrância do crime. Apesar de expor histórias conflitantes sobre o motivo da viagem, alegou não saber que os outros três indivíduos eram foragidos da justiça.

Durante a finalização da ocorrência, a Polícia Rodoviária Federal entrou em contato com a Polícia Federal e Polícia Civil do estado do Amapá, e descobriu que os envolvidos na situação tratavam-se de lideranças criminosas do estado do Amapá, e que eram intensamente procurados pela polícia daquela região.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet