Olhar Direto

Segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Notícias | Política MT

REALIZAÇÕES

Pivetta torce para que ritmo de ações continue, independente do próximo governador: 'terá compromisso em não desajustar a máquina'

01 Ago 2021 - 14:00

Da Redação - Airton Marques / Do Local - Max Aguiar

Foto: Olhar Direto

Pivetta torce para que ritmo de ações continue, independente do próximo governador: 'terá compromisso em não desajustar a máquina'
Responsável por coordenar as ações das secretarias de Educação (Seduc) e de Infraestrutura e Logística (Sinfra), o vice-governador Otaviano Pivetta (sem partido) demonstrou confiança de que o ritmo de ações e obras tocadas pelo governo estadual continue mesmo quando ele e o governador Mauro Mendes (DEM) encerrem seus mandatos, em dezembro de 2022.

Leia também:
Secretária afirma que governo já entregou 46 mil cestas básicas em Cuiabá e critica "inércia" da prefeitura

De acordo com Pivetta, independente de quem for o próximo governador, ele irá assumir o governo com as contas ajustadas. “Esse ritmo vai continuar até o final do mandato. Aliás, espero que continue até após esse mandato, pois o estado está arrumado e tem condições. Qualquer que seja o governador escolhido pela sociedade no ano que vem, terá esse compromisso de não mais desajustar a máquina, não permitindo os desmandos que já aconteceram”.

Pivetta destacou ações como a construção de pontes de bueiro metálico, vigas metálicas e aduelas de concreto de até 18 metros, substituindo as de madeira, além da construção de 62 pontes de concreto de médio e grande porte, totalizando 5 mil, e a compra de 175 equipamentos para manutenção das estradas, em parceria com os consórcios municipais e associações.

Ressalta que não são todos os problemas de Mato Grosso que estão resolvidos, mas que o Paiaguás tem se esforçado para que o estado avance, focando, por exemplo, nas parcerias com os municípios, que conseguem apoio do governo para a realização de projetos. “O estado tem saúde econômica e financeira para financiar os bons projetos e tocar os serviços públicos. Estamos em meio a uma pandemia e todos já conhecem os efeitos. Toda a desarticulação provocada, por exemplo, na educação; ainda não conseguimos retornar as aulas presenciais até agora. Não conseguimos quantificar, mas os danos são enormes, principalmente o social. Então, quem quer que seja, vai pegar um estado com a casa arrumada”.

Apesar de ser natural uma nova dobradinha em 2022, Pivetta tem se mantido ponderado, afirmando que há um compromisso firmado com Mauro de que questões eleitorais só serão debatidas no próximo ano. Por enquanto, não define qual partido deve se filiar, nem se irá disputar novamente o cargo de vice.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet