Olhar Direto

Sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Notícias | Cidades

'Juntos pelo Pantanal'

Operação castra e alimenta animais em comunidades ribeirinhas do Pantanal

Foto: Reprodução

Operação castra e alimenta animais em comunidades ribeirinhas do Pantanal
Um ano após o desastre ambiental que destruiu cerca de 30% do Pantanal, segundo dados do Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais (Lasa), ações para mitigar os impactos deixados pelas queimadas desse período continuam sendo executadas no bioma. Nesta nova etapa, a operação “Juntos pelo Pantanal”, por exemplo, promove a alimentação, castração e vacinação de animais domésticos em comunidades ribeirinhas.

Leia também:
Pantanal ressurge em tapete rosa florido de ipês evocando a vida do principal santuário ecológico das Américas

“A ideia do mutirão de castração no Pantanal surgiu a partir desse trabalho do É o Bicho MT no Pantanal, quando os voluntários observaram a grande população de animais domésticos nas comunidades ribeirinhas”, conta ao Olhar Direto Maíza Prioli, integrante de uma das organizações não governamentais (ONGs) que integram a ação. 

Além desta, também fazem parte desta campanha o Grupo de Resgates de Animais em Desastres (GRAD), a Ampara Silvestre e a ONG Panthera Brasil. Como apoiadores figuram a Marinha do Brasil, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Estado de Mato Grosso (Sema-MT), a Polícia Militar e o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-MT). 

De acordo com Prioli, a preparação da “Juntos pelo Pantanal” teve início em março deste ano, após a finalização dos trabalhos de distribuição de alimentos no Pantanal — com os incêndios, vários animais do bioma perderam suas fontes de alimento. 

Naquele estágio inicial foi feito um mapeamento dos animais, a conscientização e aproximação com as famílias ribeirinhas. Além disso, também foi providenciada a alimentação com ração e a vermifugação dos pets. A ação foi inédita no estado e teve aval do CRMV-MT.  

“Abrangemos a região do Pantanal de Mato Grosso até às margens do Rio São Lourenço em Porto Jofre [Mato Grosso do Sul]. Toda a campanha só foi possível por meio de doações e parcerias”, diz Prioli.

Inicialmente, a meta da “Juntos pelo Pantanal” era castrar 100 animais, porém, por conta da logística o objetivo ainda não foi alcançado. No total, até agora foram submetidos ao procedimento 77 pets. O que faz com que as atividades tenham previsão de continuidade.

Sobre a É o Bicho!

O Grupo É O Bicho MT! é uma associação sem fins lucrativos, formada por protetores, voluntários, defensores e simpatizantes da causa animal de Cuiabá e região, que desde 2015 busca amparar, na medida do possível, os animais de rua e que vivem em situações rotineiras de maus tratos, apoiando as organizações e protetoras independentes de Cuiabá.
 
Diante da entristecedora situação do Pantanal, o grupo iniciou uma ação voltada para o auxílio da sobrevivência dos animais no Pantanal criando, assim, a campanha de arrecadação de alimentos para socorrer a fauna sobrevivente da região de Poconé.  

O Grupo É o Bicho MT! vem atuando no Pantanal mato-grossense desde o mês de setembro, minimizando a escassez de alimentos no período da fome cinzenta. Em cinco meses de ação, distribuiu mais de 300 toneladas de alimentos como frutas, legumes e ovos aos animais.

O trabalho de distribuição de alimentos foi encerrado no final de janeiro, mas ação do É o Bicho MT! no Pantanal continua, agora com foco em uma campanha de castração e vacinação de animais domésticos que vivem nas comunidades ribeirinhas do Pantanal e que não tem acesso a veterinários e alimento para esses animais, o que acaba se tornando uma questão de saúde pública.

Precisa de voluntários

De acordo com Maíza Prioli, todo o trabalho da É o Bicho! é feito por voluntários, o que implica na constante necessidade de colaboradores. “Precisamos de pessoas que amem os animais e estejam dispostas a ajudar”. 

Para isso, o contato deve ser feito através da conta da ONG no Instagram, ou mesmo pelo site: www.eobichomt.org.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet