Olhar Direto

Quarta-feira, 08 de dezembro de 2021

Notícias | Esportes

Palmeiras, SP e outros

Cuiabá aguarda Conselho Técnico de clubes para definir volta do público na Arena Pantanal; veja quais jogos serão em casa

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Cuiabá aguarda Conselho Técnico de clubes para definir volta do público na Arena Pantanal; veja quais jogos serão em casa


A direção do Cuiabá Esporte Clube ainda aguarda uma reunião do Conselho Técnico de clubes da Série A do Campeonato Brasileiro para definir a questão da volta do público aos estádios. Em Mato Grosso, já foi sancionada uma lei que permite a presença dos torcedores, desde que seja respeitada a lotação de 35% da Arena Pantanal.

Leia mais:
Jorginho afirma que Cuiabá podia ter vencido contra o Fortaleza e crê que campanha similar pode render vaga na Sul-Americana
 
O vice-presidente do Cuiabá, Cristiano Dresch, disse ao Olhar Direto que o clube aguarda esta reunião com o Conselho Técnico, que deve acontecer nos próximos dias, para decidir se entra na Justiça ou se haverá uma concordância por parte da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) liberando todos os 20 times.
 
Os próximos jogos em casa do Cuiabá, no segundo turno da competição, serão contra: Fluminense (21ª rodada); América-MG (23ª rodada); São Paulo (25ª rodada); Sport (26ª rodada); Bragantino (29ª rodada); Chapecoense (31ª rodada); Internacional (33ª rodada); Palmeiras (36ª rodada) e Fortaleza (37ª rodada).

 
O governador Mauro Mendes (DEM) sancionou a lei aprovada pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) que autoriza a liberação de 35% da capacidade de ocupação dos estádios no estado. Na Arena Pantanal, isso representa pouco mais de 12 mil torcedores.
 
Além disto, só será liberada a entrada de torcedores já imunizados e com exame de Covid-19 realizado até 48h antes do início das partidas.

Desde o início da pandemia no Brasil, em março de 2020, quando os campeonatos estaduais e a Copa Libertadores foram paralisados como forma de mitigar a contaminação pelo coronavírus, os times de futebol amargam com perdas de receitas sem a comercialização de ingressos e o chamado "matchday" (ganhos com camarotes e cadeiras cativas, além da venda de alimentos e bebidas no dia de jogo)”, diz trecho do projeto.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet