Olhar Direto

Sábado, 16 de outubro de 2021

Notícias | Cidades

Terceirizavam furtos

Alvos de operação, empresários de Cuiabá e Rondonópolis miravam peças que chegavam a custar R$ 20 mil a unidade

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Alvos de operação, empresários de Cuiabá e Rondonópolis miravam peças que chegavam a custar R$ 20 mil a unidade
Os empresários de Cuiabá e Rondonópolis, alvos da 'Operação Mercado Paralelo', deflagrada nesta quinta-feira (23), com objetivo de desarticular uma associação criminosa responsável pelo furto e receptação de peças de caminhões na região sul e em outras cidades do estado, miravam equipamentos de alto valor, que chegavam a custar R$ 20 mil. Além disto, ainda terceirizavam os furtos, contratando criminosos para cometerem os crimes.

Leia mais:
Polícia mira em empresas de Cuiabá e Rondonópolis envolvidas em receptação de R$ 1 mi em peças roubadas de caminhões

A preferência dos criminosos era por peças de alto valor como módulos de motor, cervo de embreagem e módulo de iluminação. As peças podem chegar a R$ 20 mil a unidade e eram posteriormente comercializadas pelas empresas por valores bem abaixo da tabela, no chamado mercado paralelo. 

A Polícia Civil apurou ainda que os proprietários das empresas contratavam os autores dos furtos e encomendavam as peças, sendo que a dupla presa em agosto rodava Mato Grosso praticando os furtos, que geralmente ocorriam durante a madrugada nos pátios de postos de combustíveis ou às margens de rodovias. 

Quatro pessoas já foram presas por envolvimento nos crimes, em duas ocasiões diferentes, durante investigações da delegacia especializada. A investigação estima que os crimes praticados pela quadrilha chegaram a R$ 1 milhão em peças furtadas. 

No total foram mobilizados na Operação Mercado Paralelo mais de 30 policiais da DERF, 1ª Delegacia e DHPP de Rondonópolis e da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (DERFVA) de Cuiabá.  
 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet