Olhar Direto

Sábado, 27 de novembro de 2021

Notícias | Cidades

​NOVAS REGRAS

COFECI, CRECI e Conselho de Educação se reúnem para tratar sobre estágio e regularidade das instituições de ensino

Foto: Reprodução

COFECI, CRECI e Conselho de Educação se reúnem para tratar sobre estágio e regularidade das instituições de ensino
Representantes do Conselho Federal (COFECI) e Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso (CRECI/MT) e do Conselho Estadual de Educação (CEE/MT) reuniram-se na manhã do último dia 28 de setembro para tratar sobre o estágio profissionalizante aos estudantes que almejam se tornar corretores de imóveis. Os principais pontos da pauta são o trabalho conjunto para viabilizar a aplicabilidade das novas regras de estágio e inibir irregularidades, visando a qualidade do ensino.
 
Leia mais:
Creci-MT e Anoreg-MT firmam acordo para garantir serviços cartorários on-line para corretores de imóveis
 
O presidente do CEE/MT, Gelson Menegatti, abriu a reunião e colocou-se à disposição para fornecer informações das instituições de ensino para verificação da regularidade.
 
“Queremos educação de qualidade, e o Conselho é criterioso com a autorização das instituições. Estaremos colaborando com o CRECI/MT para formalizar denúncias das instituições não autorizadas aos demais órgãos competentes. E estaremos abrindo processo administrativo para aquelas autorizadas que atuam de maneira irregular”, informou.
 
O Diretor Pedagógico do Conselho Federal de Corretores de Imóveis, Oscar Hugo, apresentou ao CEE/MT, irregularidades em algumas instituições de ensino que ofertam curso em Mato Grosso.
 
“A nova resolução do COFECI N°1.453/2021, veda estágio e credenciamento para alunos de instituições que não possuem polo presencial no Estado de Mato Grosso. Precisamos coibir a atuação dessas instituições de fora do Estado, que disponibilizam ilegalmente a declaração de estágio. Outra situação preocupante é com a emissão de diplomas falsos”, pontuou.
 
Presidente do CRECI, Benedito Odário, destacou a preocupação com a qualidade do ensino ofertado por algumas instituições de ensino.
 
“Infelizmente os estudantes estão concluindo o curso em escolas clandestinas. O CRECI tem o papel de fiscalizar após o registro profissional, precisamos rigor dos demais órgãos na fiscalização desses cursos, para que o estudante não seja prejudicado, pois, o Conselho só libera o registro profissional somente dos alunos que estudaram nas instituições autorizadas”, concluiu o presidente.
 
Participaram da reunião o Presid. do CRECI Benedito Odário, Diretor pedagógico do COFECI Oscar Hugo, Diretor pedagógico do CRECI Marcos Biancardini, Presid. do CEE/MT Gelson Menegatti , Presid. da Câmara de Educação Básica Adriana Tomasoni, Presid. da Câmara de Educação Profissional e Superior Ana Maria e Secretária executiva do CEE/MT Marli de Oliveira.
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet